O Temor do Senhor é a Sabedoria!

Category : Artigos

1) O Conceito de Temor do Senhor.

A expressão “temor do Senhor” é uma expressão que está espraiada nas Escrituras Sagradas como um fundamento essencial para a edificação espiritual de todos aqueles que escolhem pertencer ao Reino de Deus.

Existem duas palavras (hebraicas) correspondentes a “temor” na Bíblia:

1- A primeira é “pashad” (que ocorre em Gênesis 9.2, Deuteronômio 11.25, Isaías 8.13, Deuteronômio 7.21, Apocalipse 6.15-17) e se refere ao temor que tem aquele que vive sem Deus; um terror que aqueles que não se arrependerem irão experimentar.

2- A segunda é “yirah” (Gênesis 20.11, Êxodo 20.20, Levítico 19.32, Deuteronômio 2.25) e tem como significado reverência, estar maravilhado, profundo respeito, submissão, obediência. Não envolve o medo, porque o medo é o oposto de confiança e de amor, e “yirah” é o temor dos que amam a Deus.

A definição de “temor do Senhor” é a chave para se estabelecer a relação entre nós e Deus e, exatamente nela se fundamenta a diferença entre um espírito que vai ser considerado “o justo” e “o ímpio”.

“Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não O serve” (Malaquias 3:18)

A clareza com que entendemos a diferença entre os que tem “o temor do Senhor” e os que não tem está amplamente explicitada na Bíblia, e espera-se que, conhecendo o conceito de temor do Senhor, tenhamos cioso cuidado, porque esta compreensão e fidelidade ao seu princípio absoluto (e nunca relativo) é a chave que diferencia a vida e a morte, a saúde e a doença mental.

Uma pessoa que tem “medo de Deus” vive o “terror da desgraça espiritual”, mas aquele que tem “respeito solene” pela Pessoa do Pai Todo-Poderoso, compreendeu o significado de reverência, honra à maior autoridade universal, bem como a lógica da humilde submissão ao supremo Criador do Céu e da Terra.

“E disse ao homem: Eis que o temor do Senhor é a sabedoria e apartar-se do mal é a inteligência.” (Jó 28:28).

“O temor do Senhor é limpo e permanece eternamente, os juízos do Senhor são verdadeiros e justos juntamente” (Salmos 19:9).

“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; bom entendimento tem todos os que cumprem os Seus mandamentos e o seu louvor permanece para sempre” (Salmos 111:10).

“O temor do Senhor é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e, a boca perversa eu odeio” (Provérbios 8:13).

“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria e o conhecimento do Santo a prudência” (Provérbios 9:10).

Não há o que confundir, de forma alguma os 8 grandes aspectos que caracterizam “o temor do Senhor” com qualquer outra percepção, fora da visão do Reino de Deus! Não importa os que consideram de forma diferente a relação entre cada um de nós e Deus é assunto absolutamente personalíssimo e intransferível!

“Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Ele cumprirá o desejo dos que o temem; ouvirá o seu clamor, e os salvará. (Salmo 145:18-19).

Temos que ter sempre estas oito questões sempre bem nítidas em nossa mente, notemos no gráfico à seguir:

http://professorjean.com/wp-content/uploads/2018/02/O-Temor-do-Senhor.-Gravura.jpg 

2) O Ciclo Virtuoso.

A reverência para com Deus é inspirada por duas grandes bases:

1- Uma intuição de Sua infinita grandeza; e,

2- A consciência de Sua presença.

Santuário Espiritual, que somos nós mesmos (1ª Coríntios 3:16-17), só pode ser edificado no temor do Senhor. Este é o grande ensino a ser levado a todo mundo (Apocalipse 14:6-7). Nosso primeiro grande ato na vida é manter a mente fixada em Deus e ter diante de si uma solene consideração quanto a presença do Senhor (1ª Pedro 5:7) e confiar nEle, no cuidado que tem para conosco.

“Lança o teu cuidado sobre o Senhor e Ele te susterá; não permitirá jamais que o justo seja abalado.”(Salmo 55:22)

“O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que O temem e os livra” (Salmo 34:7).

Como se manifesta este temor respeitoso em nossa vida?

Quando uma pessoa menciona algo que desrespeita a Deus, a Bíblia ou as coisas espirituais, como nos sentimos em relação à isto? Ficamos envolvidos ou aborrecidos? Ficamos alegres com o deboche ou nossa alma se enche de indignação?

A resposta à esta questão responderá objetivamente e de modo definitivo se temos ou não o temor do Senhor!

“A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais Ele dará a conhecer a Sua aliança” (Salmo 25:14).

“Quem anda na retidão teme ao Senhor; mas aquele que é perverso nos seus caminhos, despreza-O” (Provérbios 14:2).

“O sábio teme e desvia-se do mal, mas o tolo é arrogante e dá-se por seguro” (Provérbios 14:16)

Todos nós chegamos a viver momentos de tristeza e alegria, de ânimo e desesperança. Nosso modo de nos conduzir é dependente do conteúdo que temos em nossa mente.

O que temos em nossa mente depende de fundamentos existenciais que nos inclinam para o bem ou para o mal. Somos o imediato reflexo do tipo de cultivo espiritual que temos e nos alegramos em promover e divulgar.

Eis a ordem psíquica com que os que temem ao Senhor, no espírito que temos aqui explicitado são preservados mentalmente e não são dominados por doenças mentais de forma alguma:

Este é o círculo virtuoso – o caminho em que (1) andar na retidão (2) gera o temor do Senhor, (3) que por sua vez cria o desviar-se do mal e que, (4) em si mesmo já nos livra da desgraça espiritual e surge como sabedoria existencial transcendente.

Está escrito:

“Voltando e descansando, sereis salvos; no sossego e na confiança estará a vossa força” (Isaías 30:15).

O Senhor espera que tenhamos a dignidade de confiar e descansar em Sua poderosa mão e em Seu amor! Tem dado provas disto ao longo de nossa existência e tem manifestado claramente Seu vivo interesse de que estejamos “vivos diante dEle” que é a única vida e realidade – Ele tem demonstrado Seu grande interesse em que sejamos pessoas vivas diante dEle.

Isto deveria significar que temos bons motivos para nos posicionarmos de modo sério, respeitoso, profundo e solene diante de Sua augusta autoridade e poder, diante de Sua criação e dominação, mas sobretudo, porque está escrito:

“Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” (I Pedro 5 : 7)

“Mas eu sou pobre e necessitado; contudo o Senhor cuida de mim. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; não te detenhas, ó meu Deus.” (Salmos 40:17).

Com esta última passagem, encerro estas reflexões e confio que, em oração diante de Deus, ela representa o que há de melhor em nosso bem-querer a todos que nos leem neste momento.

Paz e bem!

Prof. Dr. Jean Alves Cabral


Leave a Reply

Pesquise no Site

Meu Consultório de Naturologia

“Sob circunstâncias especiais atendemos consultas na área de Naturologia Clínica. Atualmente minha agenda tem sido dividida com as outras áreas que divulgo no Site. Mas clique na foto e veja se posso lhe ajudar.”

Curso de Formação de Terapeutas Naturistas

“Você gostaria de ser um Terapeuta Naturista? Ou tem interesse em cuidar melhor de sua saúde para ter maior qualidade de vida? Conheça nosso Curso de Naturologia Clínica 100% Online ou as Unidades Presenciais onde Atuamos ligados a uma Faculdade. CLIQUE NA FOTO.” CLIQUE NA FOTO

Inclusão Educacional Superior!

“Conheça nosso Site sobre Inclusão Educacional Superior. Uma iniciativa para a justa promoção da dignidade da educação superior.” CLIQUE NA FOTO

Minhas Percepções Espirituais!

“Em minha carreira pessoal (não profissional) a conexão com o mundo teológico cristão sempre foi muito forte. Meu relacionamento com Cristo é desde os 13 anos. Neste espaço, exponho entendimentos, crenças e compromissos espirituais.” CLIQUE NA FOTO

Minha Posição Política!

“Sou um Liberal-Democrata. Isto significa que entendo o Mundo objetivamente como um lugar onde quatro palavras devem ser prioridade: liberdade, igualdade, inovação (científica / tecnológica) e empreendedorismo. Não acredito em nada além disto para o cenário político construtivo. Clique na foto.”

Vídeos