Como Entendo o Juízo Divino (Parte Investigativa)

Category : Artigos

Eu não sou adventista do sétimo dia – defensores tradicionais da doutrina do juízo investigativo. Mas, não quero e não vou posicionar-me de modo antipático por motivo algum em tema que é definido como factual na Bíblia e para o qual lemos:

“Por isso, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até à perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e da doutrina dos batismos, e da imposição das mãos, e da ressurreição dos mortos, e DO JUÍZO ETERNO”. (Hebreus 6:1-2)

Então, o que farei em apontar uma defesa desta visão?

Apresentarei considerações que não podem ser ignoradas porque são revelações claríssimas na Bíblia Sagrada.

1- Em Eclesiastes 12:14 está escrito claramente: “Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras até as que estão escondidas, quer sejam boas quer sejam más”.

2- Jesus disse em Mateus 12:36-37: “Digo-vos que toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no dia do juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras serás condenado”.Portanto, a ideia de que “uma investigação” se dá por óbvia e que haverá um “juízo” é fato consumado e absoluto na Bíblia. E digo “haverá” como no futuro, porque os textos são de milhares de anos antes de nosso tempo, certo? Não penso neles aqui neste momento como sendo no meu futuro, mas no futuro para aquele que os escreveu originalmente.

3- Em Daniel 7:9-10 os detalhes do referido Juízo são claramente indicados, de sorte que não há como negá-lo: “Continuei olhando, até que foram postos uns tronos e o Ancião de Dias se assentou … milhares de milhares O serviam … assentou-se O TRIBUNAL E SE ABRIRAM OS LIVROS”. – Não há como fechar os olhos para este “fato”. O ancião de Dias é obviamente “o Pai”. Se colocarmos Apocalipse 5:11 ao lado desta passagem temos com clareza que aqui há UMA CENA DE JUÍZO e os livros denotam “uma investigação” dos casos.

4- Os livros de Daniel 7:10 são efetivamente “um símbolo do método celestial de manter registros, seja ele qual for (o método)”. E Deus não precisa destes livros por haver perdido Sua onisciência, não se trata disto! Trata-se da afirmativa bíblica de que Ele vem e preside um Juízo. Ponto.

5- O que precisa ser devidamente considerado é que estes livros (a) contém registros de pensamentos, palavras e ações do povo de Deus (ver: Salmo 56:8; Malaquias 3:16; Filipenses 4:3; Apocalipse 20:12-15; 21:27); e ainda (b) estes livros foram preparados a propósito deste juízo de modo real e concreto e não mitológico (ver: Daniel 7:10; Apocalipse 20:12-15); sem falar que (c) alguns nomes serão mantidos nesses livros e outros serão removidos (ver Êxodo 32:32-33 e Salmo 69:28) – É ÓBVIO QUE HÁ UM JUÍZO DE INVESTIGAÇÃO aqui nestas passagens.

6- Mas, temos mais que isto para ter esta convicção, sem precisarmos marcar com isto a nossa dependência de uma denominação qualquer. E, é neste momento que chegamos diante de 2ª Coríntios 5:10 que nos garante: “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.” – ora, no tempo de Paulo, ele se refere a UM JUÍZO NO FUTURO e não apenas como uma aquiescência implícita ao ato de recebermos a salvação da graça. Pelo contrário, ele diz que “devemos comparecer”. Isto é tão “perturbador” que em Romanos 14:10 e 12 ele ainda vem e fecha a conta: “Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? POIS TODOS COMPARECEREMOS PERANTE O TRIBUNAL DE DEUS. Como está escrito: por Minha vida, diz o Senhor, diante de Mim se dobrará todo joelho e toda língua dará louvores a Deus. ASSIM, POIS, CADA UM DE NÓS dará conta de si mesmo a Deus.”

7- Podemos ignorar 1ª João 2:1? Está escrito: “Temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”. Ora, pra que um advogado se não há Juízo algum? E se é advogado, só pode ser de defesa haja vista que o sujeito do outro lado é o Acusador e isto é regra em qualquer Tribunal e não pode sê-lo diferente aqui onde o Pai é o Ancião de Dias de Daniel 7:10.

8- Não pretendo adentrar na análise “do mérito” judicativo, próprio dos Tribunais; mas, ao fato que, parece-me estranhamente agressivo em quem afirma: “não há juízo investigativo”, quando todas estas passagens e mais algumas ainda mostram exatamente o contrário. Todavia, minha defesa pessoal neste juízo investigativo antes de ser dada a sentença é que, não só me apego pela fé em passagens tais como Romanos 8:1 e 5:1, mas, em muitas outras tais como a que diz que eu devo ser achado nEle, não tendo justiça própria, que procede da Lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé”. (Filipenses 3:9) – mas, isto tem que ser usado por nosso Advogado como argumento, não?

9- O critério do julgamento, tornado minimalista em algumas interpretações parciais das Escrituras indicam uma falta de meditativa reflexão e leitura mais aprofundada sobre a temática e um certo açodamento contra a “doutrina do juízo investigativo” por ser ela defendida pela comunidade adventista que, por muitas vezes, é atacada com irritação por este ou aquele sujeito dito religioso ou espiritual, mas que, pelo próprio destempero age por impulso, eu o sei porque já fui exatamente assim. Ora, lemos claramente na Bíblia, palavras de Jesus: “ Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha” (Mateus 7:21-24) – então, eis aqui mais uma parte do critério do JUÍZO INVESTIGATIVO. Noto que nesta passagem temos (a) investigação dos atos dos sujeitos, (b) consideração mano-a-mano, (c) condenação que é proferida mesmo sendo certo que tais sujeitos tenham vivido a vida que alegam em juízo; (d) e no final da passagem vemos que a referida condenação se dá porque não havia COERÊNCIA ENTRE O QUE CRIA E FAZIA – ou seja, o indivíduo tinha / tem uma intenção maligna mesmo praticando atos positivos à luz da ética humana.

10- Em Apocalipse 14:6-7 lemos: “E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”. – Não entraremos em uma abordagem exegética detalhista desta passagem, mas para mim é claro que o “evangelho” em seu sentido mais limpo e claro passa a ser pregado historicamente/cronologicamente no incidente entre Jesus e João Batista descrito em João 3:22-36 – para mim, salvo melhor explicação, é exatamente neste momento em que “importa que Ele cresça e eu diminua” que se confirmou o que está escrito, dito por Jesus: “A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele.” (Lucas 16:16). Então, vejo O JUÍZO INVESTIGATIVO COMO ALGO DINÂMICO E PERMANENTE e a conta fecha quando o sujeito morre!

Concluo, pois, esta brevíssima manifestação, como que trazendo uma positiva provocação, para a justa apreciação dos que pensam em si mesmos na fé e na graça, na justificação pela fé e na realidade do juízo que, por sua natural definição só pode sê-lo se houver:

1- Um momento do Inquérito da vida do réu;

2- Uma investigação e uma análise da realidade;

3- O destino de cada pessoa se dá mediante a sua recepção do que se determina em João 3:16-18 e 5:20,24; Romanos 5:1 e 8:1 (e outros) – mas, a realidade de um Juízo Investigativo é FATO BÍBLICO e não uma teoria inventada para acomodar esta ou aquela denominação religiosa e, neste ponto quero transcender ao adventismo do sétimo dia, onde não sou membro;

4- Eu discordarei, por exemplo, do cálculo milerita e da recontagem de tempos e mesmo da interpretação do “Santuário Celestial” feita à moda adventista – mas, que todos temos contas a acertar, isto nem de longe é possível de ser considerado e, neste ponto, sem me alongar mais do que já fiz aqui, aponto para 1ª Pedro 4:17 que assegura-nos com “solene pressão psicológica”: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?” – ou seja, HÁ JUÍZO INVESTIGATIVO SIM, mas não no tempo interpretativo sustentado pela dogmática adventista, pois que Pedro já diz que havia sido instaurado em seus dias nesta passagem.

Graça e paz!

Prof. Dr. Pr. Jean Alves Cabral

www.professorjean.com


Sou Totalmente Contra Intervenção Militar em Março de 2019!

Category : Artigos

(A) O que é “Estado de Direito”?

É uma situação jurídica, ou um sistema institucional, no qual cada um e todos (do simples indivíduo até o poder público) são submetidos ao império do direito. O estado de direito é, assim, ligado ao respeito às normas e aos direitos fundamentais. Em outras palavras, o estado de direito é aquele no qual até mesmo os mandatários políticos (na democracia: os eleitos) estão submissos à legislação vigente.

(B) Esta conversa de “intervenção militar” para mim é hoje (28/03/2019) um erro!

Se o parâmetro é a Constituição Federal e parece-me que tem que ser mesmo; então, deve-se posicioná-la como regra, ou diretriz para a análise se seria possível uma intervenção militar na governança do Brasil sem que o ato implicasse ofensa à Constituição e à Lei Complementar nº 97/1999.

2.1. Só para pontuar, a Lei Complementar nº 97/1999 é a que “Dispõe sobre as normas gerais para a organização, o preparo e o emprego das Forças Armadas.” Nela, entre diversas questões, o Artigo 15 traz uma boa consideração sobre QUANDO O BRASIL PODE empregar as Forças Armadas e se declara que “apenas por decisão do Presidente da República”. Ponto. Assunto encerrado!

2.2. Desobedecer esta regra fará o militar atrevido às consequências dos crimes do Código Penal Militar que é o Decreto Lei nº 1.001/1969, mas precisamente os tipificados no Livro I (Da Parte Especial);

2.3. E também poderá o militar ser punido nos termos da Lei de Segurança Nacional que é a Lei nº 7.170/1983.

Poderia ficar aqui debatendo um montão de coisas; mas é inútil! Quando alguém quer crer e ficar falando sempre a mesma coisa, ainda que absurda e fora da Lei – porque eu deveria brigar para mudar a opinião?

De modo algum! Cada um crê no que quiser; mas estou definindo cuidadosamente com base na Constituição Federal minha posição conclusiva que, só aceitarei contraditório se vier composto na forma técnica de enunciado como aqui faço em 2 folhas.

Diz o Artigo 142 que a “radiola” intervencionista fica repetindo o tempo todo:

Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.

Mas, não adianta enfatizar o “óbvio” que está escrito no texto constitucional, neste mesmo Artigo 142 onde se declara que o Presidente do Executivo é AUTORIDADE SUPREMA.

É uma enorme chatice ouvir todo dia esta conversa de intervenção de uma suposta iniciativa militar, quando está claramente escrito no texto do Artigo 142 que “organizadas com base na hierarquia e na disciplina”.

Um bocado de gente que está aqui fora das Forças Militares, acha que “HIERARQUIA E DISCIPLINA” é conversa de cachorro doido? Daquele que fica correndo atrás do próprio rabo?

O Brasil está com as Instituições funcionando claramente à luz do dia!

O inferno dos debates; a maldição de Ministros do STF enrolados diante de contradições e ameaçados de impedimento pelo Senado; o profundo desejo de alguns Deputados e Senadores de receberem propina para darem seus votos em causas próprias do Brasil; a mídia safada que mente na maior cara-de-pau contra o Presidente da República, porque perdeu os 3-4 bilhões de reais anuais e está num limbo de não mais que 150 milhões anuais;

Nem tudo isto junto e nem mil e uma coisas que devem existir, justificam NESTE MOMENTO DA REPÚBLICA, uma intervenção militar. Ponto.

Temos um Presidente devidamente eleito e gastar tempo com uma infinita chatice em torno de intervenção militar é ficar como uma espécie de petista falando “Lula Livre” e “Lula Presidente em 2022”!

Só que neste caso, temos o Presidente comandando há 100 dias o Governo e tem gente querendo que ele se torne um ditador, feche o Congresso, mande prender o STF?

Isto é coisa sem pé-nem-cabeça!

Concluindo, depreendo claramente que se o princípio da legalidade, da hierarquia e disciplina são as bases da atuação dos agentes militares qualquer tomada de decisão fora dos padrões previstos na Constituição Federal e nas leis infraconstitucionais seria classificada como golpe militar para tomada do poder da governança. Eu sou absolutamente contra isto!

Agora, um monte de gente falou muita besteira em nome do Comandante do Exército do Governo Michel Temer e dizia: “os militares vão assumir”; depois, disseram que se Bolsonaro chegasse ao poder mandaria matar comunistas, fecharia o Congresso e imporia um regime ditatorial e … nada disto está em andamento; o Presidente está estabelecendo uma excelente Agenda Comercial Internacional com os Estados Unidos, Israel, Japão e Chile – e virão outros acordos bilaterais para atrair investimentos que sejam capazes de reativar a realidade de nossa economia e aqui dentro mais de 50 grandes ações foram tomadas na governança geral da República! Não quero saber de intervenção; quero saber de produzir!

Isto definido: não quero saber de intervenção militar neste momento (28/03/2019); para mim é assunto pacificado e encerrado!

Prof. Jean Alves Cabral (professorjean@naturologiaclinica.org)

(Artigo baseado no documento do jurista Gilberto João Caregnato: https://gilberto123.jusbrasil.com.br/artigos/173948089/intervencao-militar-ha-amparo-constitucional)

 


Quiropraxia e Epilepsia

Category : Artigos

A maioria das pessoas pensa em quiropraxia como cuidados de saúde que se concentra apenas no sistema musculoesquelético. Se suas costas, pescoço ou articulações estão doendo, você pode ver um quiroprático. Se você está tendo convulsões, você deve procurar algum tipo de especialista. Enquanto isso é como muitas pessoas tendem a pensar, os benefícios da quiropraxia são de longo alcance, e podem melhorar a vida e o bem-estar dos pacientes que sofrem com uma série de condições e distúrbios, não apenas dor ou hérnia de disco.

Isso porque a quiropraxia tem um enfoque abrangente no sistema musculoesquelético, no sistema nervoso e nos efeitos que esses transtornos podem ter na saúde geral de uma pessoa. Não é surpresa, então, que a quiropraxia tenha sido creditada por ajudar um número de pessoas a gerenciar efetivamente e reduzir a frequência e a intensidade das convulsões e, em alguns casos, eliminá-las completamente. Isto foi particularmente notado entre as crianças e entre os pacientes que não responderam aos medicamentos para convulsões.

Convulsões e condições como epilepsia são o resultado de distúrbios neurológicos caracterizados por atividade elétrica anormal no cérebro. Quando ocorre uma convulsão, ocorre um disparo súbito e espontâneo de neurônios e, muitas vezes, a causa subjacente não é conhecida. Pessoas que experimentam convulsões podem ter diferentes formas de convulsões com diferentes graus de gravidade, variando de pequenos episódios a crises graves envolvendo perda de consciência, rigidez e tremores causados ​​por convulsões dos músculos. Esses episódios podem durar de alguns segundos a alguns minutos e, para muitos, são um desafio para toda a vida que pode reduzir sua qualidade de vida e a capacidade de atender às necessidades diárias.

Como as convulsões e a epilepsia envolvem o cérebro humano, ainda há muito que simplesmente não sabemos quando se trata de identificar uma causa definitiva e tratar a doença de maneira eficaz. No entanto, novos estudos descobriram que os ajustes quiropráticos podem ter uma influência benéfica no cérebro. Além disso, pesquisas emergentes também descobriram que enquanto os medicamentos e, em casos mais graves, a cirurgia demonstrou ajudar alguns pacientes, novos métodos de implantar dispositivos médicos que estimulam o nervo vago também estão se mostrando promissores.

O nervo vago sai da coluna logo abaixo do crânio, e há muito tempo os quiropráticos sabem que os ajustes da coluna cervical superior, ou do pescoço, podem ter um grande impacto no funcionamento do nervo vago. Novos estudos estão descobrindo que os ajustes quiropráticos podem ter benefícios semelhantes para pacientes com convulsões e epilepsia como dispositivos implantados que estimulam o nervo vago.

Um estudo em particular, realizado em 2001 e publicado no Journal of Manipulative and Physiological Therapeutics, abriu as portas para o tratamento de convulsões com quiropraxia:

  • O estudo analisou de perto 17 crianças que não viram resultados quando a epilepsia e as convulsões foram tratadas com medicação anticonvulsiva.
  • Todas as crianças receberam cuidados quiropráticos do pescoço, o que ajudou a corrigir o desalinhamento nas vértebras. O desalinhamento da coluna, ou subluxação, pode interferir nas funções nervosas e cerebrais.
  • Quase 90% das crianças, 15 de 17, observaram uma redução substancial tanto na intensidade quanto na frequência das crises.

Pesquisadores e especialistas médicos estão continuamente procurando exatamente o que permite que a quiropraxia ajude pacientes epilépticos, mas para muitos pacientes que obtiveram alívio substancial ou eliminaram convulsões, a quiropraxia tem sido a abordagem não-invasiva e não-farmacêutica de que precisavam quando os medicamentos não trabalhos. Além de estimular o nervo vago, os ajustes quiropráticos também ajudam a melhorar a função e a regulação do nervo, permitindo que o corpo aprenda a estimular e controlar o nervo vago por conta própria.

Minha sugestão é a de que se encontre um Quiropraxista Craniossacral, adote-se uma abordagem individualizada para avaliar e tratar pacientes. O objetivo é entender a razão pela qual um paciente precisa de alívio e implementar uma abordagem de tratamento personalizada que atenda às suas necessidades específicas e melhore sua saúde geral. Isso inclui o tratamento de pacientes que apresentam convulsões.

Se você ou alguém que você ama sofre de epilepsia ou convulsões, além de qualquer medida tomada deverá procurar um quiropraxista para o tratamento quiroprático que pode ser benéfico nesta sua situação, especialmente se outras abordagens, como anticonvulsivantes, não ajudarem. Quiropraxia pediátrica também foi mostrada para ajudar muitas crianças a controlar ou até mesmo eliminar convulsões.

Mas eu insisto: um quiropraxista devidamente reconhecido e não um “prático” sem o devido conhecimento ou experiência.


Revelarei Um de Meus Segredos!

Category : Artigos

Tenho um segredo que vou revelar aqui aos nobres amigos que me lêem:
Eu decidi que me respeito, eu decidi que serei leal a mim mesmo, eu decidi que não vou mentir para mim mesmo e decidi que sempre terei o primeiro compromisso comigo mesmo.
Estas 4 palavras juntas: respeito, lealdade, verdade e compromisso – juntas – significam: amor prático e real.
Então, como eu me amo neste sistema;
(1) eu não defendo Socialismo/Comunismo que deseja me destruir matando minhas liberdades;
(2) não defendo partidos políticos e personalidades que defendem o Socialismo/Comunismo que querem me escravizar e fazer-me comer cachorros como na Venezuela ou ser um prostituto como em Cuba;
(3) não defendo um esquema de mentirosos que disseram-me que iriam melhorar a vida de nosso povo e eu votei Lula em 2002 e de cara ele tava metido no Mensalão “o patife mentiroso”;
(4) não tenho nenhum outro compromisso fora do que fui chamado para fazer e, neste último item entra uma base bíblica que é bem simples e diz assim:
(4.1.) Devo tentar viver como Cristo ANDOU – está em 1ª João 2:6;
(4.2.) Sou informado de que Ele ANDAVA ensinando, pregando, curando e fazendo o bem – está em Mateus 4:23 / 9:35 / Atos 10:38;
(4.3.) Todo meu foco nesta vida desde os 13 anos têm sido o de reunir capital intelectual em torno da Pedagogia (sou pedagogo de formação), Teologia (sou teólogo de formação), Medicina (sou naturologista de formação) e atuar no caminho do bem (sou administrador de formação) — porque minha vida é ensinar, palestrar, tratamentos naturais e fazer o bem;
(4.4.) Tudo, o dia todo, o tempo todo é dominado como por uma “religião profundamente fanática que eu tenho” neste amor e nesta missão de vida!
É este um dos meus segredos!
Não sou “o cara”, sou apenas “um cara entre outros” procurando contribuir entre outros irmãos Capitalistas/Libertários na Economia e Conservadores nos Costumes Tradicionais-Históricos do Cristianismo. Shalom!

 — com Jean Cabral.


O Problema Com Tiago Magalhães!

Category : Artigos

1. Do Problema Com Tiago Magalhães “Vulgo” Profeta da Destruição.

Meus caros amigos,
Eu estava assistindo a série de exposições da nobre Paula Marisa (Paula Marisa) em que ela apresenta respostas a comunistas e, achei alguns comentários sobre as pautas dela em outros vídeos que são de domínio público.
Pois bem, ocorre que apareceu um tal de “Profeta da Destruição” – Tiago Magalhães – e ele postou um vídeo em que se propunha discutir a posição de Marisa. Pois bem, fui assistir e descobri que não havia qualquer nexo com coisa alguma.
Então eu escrevi exatamente o seguinte diretamente no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY:

Cara: 1- Tira a porcaria desta televisão no fundo. 2- Você tem um problema de coordenação cognitiva e psicológica. 3- Você está falando sem ordenamento metodológico, não tem coordenação alinhada. 4- Você precisa fazer um tratamento urgente: você é uma pessoa justa e o resto está totalmente errado? Deus é comunista? Você é definitivamente alguém com um disfunção cognitiva.

Então, ele postou exatamente o seguinte, ipsis litteris:

“julgar as pessoas com pre ideias, e julgaras pessoas pela aprencia, eu poderia te chamar de chacal, e parece que voce e uma pessoa pobre e sofrida, queesta tentando vencer seu sofrimento, mas esta extremamente sofrida, e assim age dessa forma grotesta, e facil julgar amigao”
“seu filha da puta ta impondo barraco isso ai vai idolatrar deus seu merda fiz um video te respondendo seu mendigo”

Eu respondi, ainda sem entender de quem se tratava, embora a absoluta incapacidade cognitiva agora estivesse manifesta na incapacidade gramatical, de qualquer conexão com a língua pátria:

Não se estresse, você se sentiu oprimido e está revoltado? Acalme-se! Os mendigos são pessoas também! 87% da população brasileira inteira é cristã – já era quando eu e tu chegamos e vai continuar quando os vermes estiverem comendo nossas merdas no túmulo. O papo aqui é teu vídeo e você inicia xingamentos? Pegue o rivotril! Se acalme menino! E qual é o problema de ser filho de uma puta? Tu não sabe, mas vou te iluminar: Na Classificação Brasileira de Ocupações – CBO do Ministério do Trabalho, a PROFISSÃO DE PUTA é considerada válida e digna: Código nº 519.805 – Profissional do sexo. Duvida? Verifique aqui neste link: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/11/05/prostitutas-poderao-receber-programa-com-cartoes-de-debito-e-credito-em-minas.htm Agora percebo que és um ateu (ou atoa quem sabe!?) Mas, teu vídeo é uma porcaria e deveria ter a humildade de perceber que em 67 visualizações apenas eu lhe dei atenção, já é alguma coisa não?

Imaginei que haveria uma última manifestação dele por óbvio dos debates que ocorrem na Internet, sobretudo, quando o sujeito do outro lado não entende nada sobre metodologia da pesquisa científica que, no meu entendimento, deveria ser usada para tentar desconstruir a Paula Marisa – o que eu acho, no caso do vídeo já citado dela – uma impossibilidade à luz da didática excelente em que ela revela que os comunistas são pessoas com “um estado mental complicado”. (Mas, não é meu tema aqui!).

O Tiago Magalhães escreveu:

“calma facista cheio de si, voce e esquizofrenico, por que ta me estudando me perseguindo, e se infalndo de odio da rejeiçao da existencia para dizerque esta certo, ou seja um mundando que idolatra o mundo e o modo desse mundo, acha que sabe de tudo, acha que tem uma visao particular da vida, um baita de um psicopata doente”

Isto me fez entender que se tratava de alguém com uma dificuldade mais que cognitiva ou analfabetismo funcional completo – mas, de um doente mental.
Nesta área temos a Lei nº 10.216 de 06/04/2001 que trata sobre “a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental”.

Uma das graves falhas desta Lei é permitir que uma pessoa com “transtorno mental” possa ter “livre acesso” às redes sociais e se expor. Por quê? Porque ela fará toda sorte de coisas loucas e sem qualquer critério com a realidade e, poderá sofrer bullying – como de fato ele sofre.
Na minha investigação sobre a perseguição que ele tem sido submetido, está claro que ele é ofendido de modo racista, preconceituoso e nenhuma denúncia foi feita a este respeito. Um exemplo está (13/10/2018) em sua página de Facebook onde retirei esta imagem:

Deixo registrado aqui meu mais completo repúdio a este tipo de agressão absurda!

Mas, estou encaminhando esta minha manifestação ao Ministério Público Federal no site: http://www.safernet.org.br/site/institucional/projetos/cnd

A Lei nº 12.737/2012 que “Dispõe sobre a tipificação criminal de delitos informáticos; altera o Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal; e dá outras providências.” – não é brincadeira e as falas deste sujeito aí contra Tiago Magalhães são de uma covardia imensurável.

Mesmo diante do fato dele (Tiago) falar coisas completamente absurdas e que devem ser objeto de investigação pelas autoridades, é inaceitável que um sujeito se manifeste com tal grau de virulência xenofóbica e pratique crime hediondo como se poderá verificar claramente no texto.

A partir deste momento, encerrei qualquer manifestação em direção a ele.

2. Dos Vídeos Que Tiago Magalhães Publicou Usando Meu Nome.

Imaginando que a questão estava encerrada, acabei por ver que ele avançou numa manifestação com um vídeo onde “usou meu nome” e, diante desta assertiva consideração, tive que responder.
O vídeo foi postado neste link aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-ovSQphhUuI&t=76s

Minha resposta, único comentário sobre o referido vídeo que não teve qualquer manifestação contrária é este aqui:

Fiz uma pesquisa nesta expressão “profeta da destruição” no google e verifiquei que de fato eu estive lidando com alguém com sérios problemas pessoais. Mas, agradeço a deferência do vídeo para tentar rebater-me sem ler exatamente os argumentos que apresentei. Está aqui a biografia na rede: http://desciclopedia.org/wiki/Profeta_da_Destruição Não conhecia – tive o desprazer de te-lo criticado num vídeo em que pretendia falar da Paula Marisa e não foi feliz, pelo contrário – foi muito mal. Daí diz aqui tolices e absurdidades de quem não conhece efetivamente nada a respeito de meu trabalho na área clínica nos 22 anos em que estou no Norte-Nordeste. Meus alunos e amigos próximos julgarão. Caro Tiago Magalhães – seja feliz!

Qualquer pessoa que analisar cuidadosamente o vídeo verificará que ele não sabe exatamente o que está dizendo. Alega que o que está lá. Não tem organização das ideias e abre um painel sem qualquer coerência, enfim, é uma coisa desgastante, mas como eu disse, ele é uma pessoa com óbvio problema psíquico em grau elevado. Porque é notório para mim como Terapeuta com mais de 22 anos de atuação no mercado profissionalmente.
Ele avançou e fez um segundo vídeo que está em https://www.youtube.com/watch?v=GYSdGOiCDbM&t=1s e neste ele faz elucubrações completamente malucas sobre minha pessoa, sem ter qualquer critério de absolutamente nada como já havia insinuado no vídeo anterior.
Mas, a este eu respondi com certo critério ponto por ponto de seus argumentos da seguinte forma:

Vi o título! Muito grato com a sua gentileza! 1) Não sou um troll. 2) Você não está totalmente errado. 3) Não tenho interesse em persegui-lo. 4) Você já visitou meu canal e já me viu num vídeo – aqui mesmo no Youtube e confessou isto num outro vídeo. 5) Não sou fascista seu bobão – para ser fascista eu teria que desejar que o Estado fosse o controlador de nossas vidas e me confesso um liberal no sentido econômico, mas conservador na tradição cristã comum aos brasileiros, igualmente defensor do Estado de Direito Democrático e apoiador de toda boa iniciativa que tenha o espírito empreendedor. 6) Outra coisa – eu não disse e nem estou dizendo que “sei de TUDO” – isto é puerilidade e não está afirmado em nenhum lugar em nenhuma publicação minha. 7) Insisto que não sou TROLL – sou um cidadão brasileiro como você e não trato de psicoterapia. Minha área de atuação é teologia, saúde e educação. 8) Não sou um fanático, nem aceitei “uma ideia como se fosse uma verdade” – estou achando graça de sua análise, continue. Nem faço parte de nenhum grupo (kkk) de sabe-se-lá o quê! 9) Meu nobre, não estou lhe atacando – eu digitei “respostas aos comunistas” da Paula Marisa e surgiu você. Então eu assisti na expectativa de que haveria uma explicação sobre a pauta – mas, o seu vídeo REPITO o seu vídeo: (a) está muito ruim, (b) então parece que estás fora de si e não começas uma questão e terminas NAQUELE VÍDEO de tal modo que O TÍTULO CORRESPONDA À PRONUNCIAÇÃO que você postou. 10) Eu não quero IMPOR IDEIA NENHUMA (kkkk) – não é possível que tenhas entendido: O VÍDEO TÁ MAL FEITO —– porém, suas afirmativas no vídeo são desconexas e sem uma linha que corresponda à sua propositura. 11) O que foi esta “encenação aos 2 minutos e 16 minutos”? kkkkkk – ficou legal. Agora: tentar lhe destruir? Ou algo parecido é muita viagem – como lhe destruir? Com base em quê? kkkkkk – meu noreb tu viajas demais. O teu vídeo ficou ruim – corrija-o e deixe de doideira! 11) kkkkkk eu sou (a) muito solitário, (b) muito gay e (c) um troll? kkkkkkkkkkk isto é muito divertido! Você é sem qualquer noção. Estou prestigiando seu canal. Estou dizendo que seus argumentos sobre o VÍDEO ESPECÍFICO que tu sabes qual é FICOU MUITO RUIM e tu resolveu me prestigiar em troca. E já lhe agradeci. Mas, estou curioso — vamos fazer a análise? beleza.

Sua exposição começou a ir bem dos 8:26 até aos 9:57 – daí voltou à baboseira de que eu sou (1) um crente fanático, (2) que pensa que tu és socialista e (3) que estou querendo lhe atacar —- não sei se choro ou dou risadas desta tua paranóia de que eu estou interessado em atacá-lo. É de ideias que estamos falando aqui – e as ideias são sobre um vídeo que ficou ruim em https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194

Aos 10 minutos e 15 segundos você me fez rir de novo. Muito massa esta encenação. Quem foi que te tratou com este jeito? Mas, eu sou carioca de nascimento, vivi durante 17 anos em Santa Catarina, depois a vida me levou por diversos caminhos, nas Faculdades e residi nestes meus 50 anos no Paraná, São Paulo, Sergipe, Ceará, Pará, Paraíba e Pernambuco – onde estou na atualidade. Sou figura pública da área de saúde e qualidade de vida. Professor e estou aqui num excelente diálogo com o nobre colega. Mas, insisto que o vídeo https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194 está ruim.

Aos 10 minutos e 48 segundos eu me pergunto novamente: tu está bem? Onde eu, filho de cearense com uma carioca, residente no Norte-Nordeste há 22 anos destes meus 50 anos disse, sugeri, insinuei ou apontei qualquer coisa em minha comunicação contigo ou em qualquer outro lugar que tenho ódio de quem quer que seja? Minhas filhas e netas residem em Santa Catarina e eu resido no Nordeste – onde está esta lógica? Ah, sei onde: tu deduziu como profeta foi?

Quinto – quando chegamos aos 6 minutos, você começa a usar de desonestidade intelectual. Por quê? (1) Não está lendo o texto como uma pessoa séria deve fazer. (2) já que se propôs rebater-me deve ler exatamente cada argumento COMO ESTÁ ESCRITO, (3) em seguida objetá-lo, (4) mas aponta palavras que eu não escrevi – por exemplo? Onde eu escrevi que VOCÊ MENTIU? Isto não é legal, porque eu não disse que você foi mentiroso – leia com atenção e cuidado, por favor.

O argumento dos 11 minutos sobre: eu não saber o que é arte tem que ligação com o fato de que o vídeo que se propõe discutir RESPOSTAS DA PAULA MARISA SOBRE COMUNISMO e está aqui ser ruim? Me refiro a este vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194

Segundo, QUEM DIZ NO VÍDEO https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194 que todo filme norteamericano é RASCISTA foi você. Tá doido? Tá no vídeo! Eu escrevo obedecendo rigorosamente as regras gramaticais e ortográficas – eu afirmo que a sua generalização sobre “todo filme norteamerican ser racista” é coisa absurdamente ignóbil e ignara de se afirmar. Uma bobagem inominável sob o ponto de vista da cinelogia.

Aos 14 minutos e 30 segundos você pergunta: “quem disse que agradar as pessoas e ao público é uma coisa normal?” Ei, eu não tenho nada que ver se teu vídeo ficou ruim – este vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194 Mas, me parece que se você posta no Youtube suas ideias, naturalmente quem está assistindo vai exercer uma opinião, não? Quem foi que disse que devemos concordar com tuas posições? Mas, eu nem entrei em debate sobre as posições. Queri que você APRESENTASSE AS SUAS SOBRE O TEMA DO VÍDEO. Entendeu?

Aos 8:26 você finalmente FAZ UMA PERGUNTA e entendeu que NÃO SOU UM TROLL. A pergunta sobre “a sociedade viver em perfeição” a resposta é NÃO. Prossiga … Eu não falei NADA SOBRE O CAPITALISMO – você foi quem disse que o capitalismo é do Satanás e IA CONTINUA A EXPLICAÇÃO mas daí … se ligou numa coisa na TV, abandonou o argumento e não retomou nada e fiquei esperando a sua explicação. O vídeo é este aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194 Então, estamos há um bom tempo neste chove-não-molha e parece que vai sair uma continuação. Ok?

Terceiro – Tudo que você disse é rigorosamente NADA no CONTEXTO DO VÍDEO EM QUESTÃO e também DO SEGUNDO – porque não consegue (1) ler o que eu escrevi como seu crítico do vídeo postado em https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194 Sua exposição precisa ser aperfeiçoada e não contém concatenação adequada de ideias. Você mistura as coisas, faz uma bagunça imensa sobre um bocado de falas e o titulo aqui indicado não tem coerência. Qualquer um que assistir e tiver entendimento sobre a proposta do seu título perceberá isto.

Tu deve ser doido mesmo! Onde eu projetei “vácuo” sobre sua pessoa? Meus objetivos projetados em tua figura? Novamente o sentimento de perseguição? Estou começando a achar que houve algum trauma de fato! Minha crítica original foi referente ao seu vídeo que está aqui (https://www.youtube.com/watch?v=-AxclPWBSbY&lc=z23cvz2pjmz0xzincacdp430ftdsqmiyrck0ivjk2ptw03c010c.1539385776977194) ser mal elaborado e você está numa viagem de perseguição embora admita que não nos conhecemos? Presta atenção – você escreveu meu nome no seu vídeo por 2 vezes, então tenho que lhe responder. Ficou claro, não?

Não poderia esperar nada além de alguma maluquice dele diante de minha exposição par-e-passo de cada argumento “sem qualquer conexão com a realidade”, mas, ele usou meu nome pela segunda vez e, naturalmente, eu não podia imaginar que se tratava de alguém com um transtorno mental.
E que vem sofrendo “ataques”, “perseguições”, “imprecações” e “muito ódio” objetivo contra ele.
Porém, imaginei: deixe esta coisa de lado.
Mas, ele gravou um terceiro vídeo – o último, antes de eu escrever estas linhas e está em https://www.youtube.com/watch?v=-9adbATe8yM
Neste ele “bateu bem menos na minha pessoa” e por duas vezes a mãe sugere que ele e possamos ser amigos, o que ele rechaça de pronto.
Neste terceiro e último vídeo eu entendi que nem compensaria responder mais nada porque ele é uma pessoa com claríssimo transtorno mental – e digo isto pelo que se pode perceber ouvindo todos os 3 vídeos em que pretende “me responder”. Ele imagina que eu sou um “troll cibernético” mas diz que visitou meu canal o que denota que sabe que não era mas insiste em que eu seja; também mistura coisas desconexas e faz análises sobre minha personalidade e pessoalidade que não tem qualquer possibilidade de existir e inclusive ele nem me conhece pessoalmente.
Então, tive a curiosidade de investigar cuidadosamente quem é ele!

3. Tiago Magalhães e Suas Loucuras Explícitas!

Minhas suspeitas de que se tratava de uma pessoa com um tipo de psicopatia se confirmou em uns 90 minutos de investigação, e cito à título de exemplificação, para a devida verificação de quem quiser o fato relativo à obviedade desta assertiva que aqui faço:

3.1. Ninguém leva a figura a sério, é motivo de piada na rede – https://www.youtube.com/watch?v=DL9MkuAWndg – ele diz que transcende a mente humana. Porém, EU ACREDITO QUE ELE TEM UMA GRAVE DOENÇA MENTAL E NÃO TEM TIDO TRATAMENTO ADEQUADO E DIANTE DAS DECLARAÇÕES DELE, EM MUITOS VÍDEOS (SÃO MUITOS MESMO) – ELE DEVE SER BLOQUEADO E DENUNCIADO ao Ministério Público Federal. ELE FAZ APOLOGIA AO CRIME EM DIVERSOS MOMENTOS! E isto não é motivo de riso e nem de brincadeira.

3.2. Aos 4 minutos e 30 segundos deste vídeo ele se declara “a mente mais brilhante da humanidade” e acrescenta que todos os que discordam dele “são merda, um bando de merda” e em seguida a explicação que ele dá é muito instrutiva com “que meu Deus extermine toda a Humanidade da face da Terra” – https://www.youtube.com/watch?v=5wbb3z53EgU

3.3. Tem uns momentos de surtos psicóticos óbvios:

a. Ameaça de morte aqui – https://www.youtube.com/watch?v=W5W8fmrQXzI
b. Um homem de muito amor e caridade, generosidade e bondade – https://www.youtube.com/watch?v=kdZjBkd3qK4 – e todas as falas dele sobre judeus, e outras pessoas neste link são apenas um jeito dele expressar o carinho que tem pela espécie humana e seu sentido de iluminação superior.
c. O sujeito tem uma tendência a incitação à violência e ao ódio – https://www.youtube.com/watch?v=ytUdmZH-n8M
d. Ele explica que objetiva “dar às pessoas” um juízo pessoal – https://www.youtube.com/watch?v=v3M46dry3ZM
e. Ele ataca este cidadão e diz que vai “matar o sujeito” – https://www.youtube.com/watch?v=Tiyfova0cvw
f. Diz que seu maior sonho era ser denominado Adolf Hitler reencarnado num vídeo https://www.youtube.com/watch?v=l6HDZs896h0, porém, ele declara neste outro vídeo que é superior a Hitler, mas, se fosse brasileiro, seria ele mesmo: https://www.youtube.com/watch?v=uluyf-6PBqE – declara que se autotransformou um monstro. Possui poderes superiores. Declara neste vídeo que “na sua inteligência ninguém consegue vencer ele”, a partir de 3:22 minutos passa a explicar o que faria em termos de “extinção de seres humanos” (Apologia ao Genocídio), começa com o que ele considera “pessoas imprestáveis”, avança dizendo que EXTERMINARIA TODOS OS HOMOSSEXUAIS – numa clara apologia à homofobia, manifesta uma egolatria absurda aos 3:47m, declara que tem um ódio: contra os vagabundos (aos 4:20m), aos 6:40 novamente fala sobre a apologia ao assassinato da mesma forma que repete esta maluquice aos 7:45m. Mas, aos 8:15 vemos que ele tem uma clara doença mental. Em seguida, ele ataca xenofobicamente os alemães e o povo alemão e diz no final desta verdadeira absurdidade que “é todos os seres humanos em um” e “que é superior ao Hitler”. E termina insinuando que “é deus”!
g. Neste vídeo aqui https://www.youtube.com/watch?v=Lv96xWpOwqc – percebemos que ele está profundamente perturbado e isto é uma coisa que não se deve permitir considerando que ele é doente, como já vimos.
h. Ele tem o poder de “ler a mente das pessoas” logo no início deste vídeo explica tal fenômeno: https://www.youtube.com/watch?v=cszI_lMHZ7w
i. Ele diz que “deseja destruir uma pessoa” e justifica dizendo “que é o único que sabe a verdade absoluta” e explica que “ninguém pode ir contra a sua vontade” e encerra dizendo que “é o deus da destruição”https://www.youtube.com/watch?v=QFMd52rmbq0 Em seguida surge dizendo de modo louco que vai “matar, matar e matar” e a mesma crise ocorre aqui: https://www.youtube.com/watch?v=h99CC1ahfnA
j. Neste outro vídeo, ele explica porque “supõe” que as pessoas perseguem ele: https://www.youtube.com/watch?v=R9G3VrzQ2Oo – afirma que é porque elas são incapazes de entender sua linha de raciocínio
k. Neste outro vídeo ele não deixa dúvidas a partir de 2:12 que ele “odeia nordestinos” e pessoas “ignorantes”: https://www.youtube.com/watch?v=jN0uYs4V9Dwmas xenofóbico que isto é impossível. Inclusive, ele se vale de um argumento religioso para justificar e chama os nordestinos como “animais irracionais”.

4. Quem é a Figura?

Segundo o Wikinet:

“Tiago Magalhães, mais conhecido como Profeta da Destruição, é um “vlogger esquizofrênico” com mais de 10 mil vídeos postados no YouTube, em diferentes canais. Mora na Zona Norte de São Paulo com sua mãe e seu cachorrinho Cherokee. Em seus vídeos, fala frequentemente de religião e política, muitas vezes sem estabelecer uma conexão ou um sentido claro. Muitos de seus vídeos se resumem nele comentando algum vídeo polêmico do momento; ele costuma usar o próprio título do vídeo em questão (sem deixar claro que é uma resposta). Ele grava vídeos ou dentro de sua casa ou ao ar livre e muitas vezes faz umas lives fakes e estranhas. (http://www.wikinet.pro/wiki/Profeta_da_Destruição)”

Por ele mesmo, além de todas as aberrações que citei no item “3” deste Artigo, fica claro que não pode ser alguém com juízo em mínimas condições de influenciar agrupamentos humanos – porém, é a Justiça que deve se pronunciar acerca desta questão e não eu.

1- https://www.youtube.com/watch?v=vFkHef2iC0I – morador de rua, marxista cultural, petista, nordestino, recebe bolsa família – mas, obviamente tem um Smartfone. Todavia, todos sabem pelo óbvio da esmagadora maioria de seus vídeos que ele reside com a mãe numa casa com mínimas condições de abriga-lo.
2- Em uma das suas profundas crises de raiva diante da câmera e postada por ele, vemos um sujeito com firme determinação de arrancar a cabeça de uma mulher qualquer (sei lá quem!) como podemos verificar aqui: https://www.youtube.com/watch?v=NwGxRwZ2v14&has_verified=1
3- Ao se definir como “profeta da destruição” fica claro que estamos lidando com alguém com sérios problemas mentais – https://www.youtube.com/watch?v=bWeEfKitHZ0 – e Ele mesmo explica que adotou esta posição como uma analogia a dois profetas bíblicos e, o maior sonho de sua vida é destruir o Israel carnal que ele diz ser os EUA. Porém, ele diz que está pensando em mudar de nome e assumir-se como “deus da destruição” porque isto é a sua história.

Por esta razão, precisei deixar aqui em meu Site um Artigo sobre esta questão, porque no Youtube deve ficar por muitos dias os vídeos que ele publicou.
Estou entrando com um requerimento no Youtube para o bloqueio dele por conta de suas afirmações de apologia a violência, nazismo, xenofobia, assassinato e também ameaça de mortes.
Estou solicitando que meu nome seja imediatamente dissociado das publicações em que ele usa meu nome.

O problema pode ser esquizofrenia e se for ocorre como afirmam os especialistas (http://www.saudemental.net/o_que_e_esquizofrenia.htm) – é caso de complexidade elevada e não pretendo alinhar-me com alguém com este perfil.

É isto!
Prof. Dr. Jean Alves Cabral


Reflexão Sobre Nova Consciência!

Category : Artigos

Primeiro, gostaria de concitar o leitor a refletir sobre um vídeo (que espero esteja sempre online) de Satish Kumar num vídeo intitulado: New Story for Humanity

O vídeo vou reproduzir agora:

 

Tenho uma reflexão a fazer, porque esta mensagem objetiva nos concitar à uma reflexão e não nos doutrinar, certo?

Eu discordo respeitosamente do nobre mestre!

Mas, espero que a tolerância para discordar seja uma possibilidade entre iluminados que talvez discordem por estarem olhando lados diferentes da mesma moeda!

Eu me defino como um “filósofo realista e pragmático, utilitarista e liberal” – não farei aqui uma abordagem sobre minhas incursões como “evangélico, conservador, fisiologista clínico e teólogo” – porque não é sobre minha pessoa que vamos tratar (seria desinteressante, creio!) – mas, tenho que fazer esta marcação, porque Satish Kumar é um defensor “anti-realismo”. Por exemplo?

“Veja o que os realistas fizeram por nós. Eles nos levaram à guerra e às mudanças climáticas, à pobreza numa escala inimaginável e à destruição ecológica generalizada. Metade da humanidade vai para a cama com fome por causa de todos os líderes realistas do mundo. Eu digo às pessoas que me chamam de “irrealistas” para me mostrar o que seu realismo fez. O realismo é um conceito desatualizado, exagerado e exagerado.” (Sica, Giulio (16 de janeiro de 2008). “Qual é o papel da espiritualidade no movimento verde?” The Guardian . Londres . Retirado 23 de maio de 2010).

Ele tem influências muito específicas de formação. Antes de tudo é um hindu de nascença, profundamente formado e gerado na Índia com todas as suas complexidades imensas no cenário de religiões, deuses, mitos, crenças, cultura, história e formação local – desprezar isto é cometer um desatino analítico.

Ele nasceu em Sri Dungargarh , no Rajastão , na Índia. Na idade de 9 anos, ele deixou sua família e se tornou um monge jainista. Aos 18 anos, depois de ler um livro de Mahatma Gandhi, ele fugiu da ordem mendicante, para se tornar um estudante de Vinoba Bhave , um eminente discípulo de Gandhi e suas idéias de não-violência e reforma agrária.

Porém, recebeu influência de Bertrand Russell, tornou-se um peregrino pela paz; um verdadeiro ermitão solto pela Humanidade com uma ideia de paz e vida natural.

Tem meu respeito, é a caminhada dele – mas, não pode servir de padrão e de modelo de forma alguma! Talvez na Índia, especialmente na parte pobre e miserável da Nação de origem, onde as pessoas sem recursos econômicos devem fazer exatamente como as nossas em nosso Brasil: se apegar à religião e ao Poder Superior para suportar as agruras da vida!

Vamos à crítica que faço sobre as falas dele!

Primeiro, o que significa este “últimos anos”? Do que ele está falando? Eu acompanho desde 1992, quando surgiu no Mundo o primeiro grande movimento denominado “Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento”, realizada no Rio de Janeiro, e foi conhecida como a primeira grande reunião da Cúpula da Terra, com mais de 100 Chefes de Estado, entre eles o Presidente Bill Clinton com o seu Vice Al Gore que até prêmio Nobel e Oscar em defesa do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável faturou. Portanto, hoje podemos dizer que temos 26 anos de intensa agenda em defesa do desenvolvimento sustentável – com o óbvio combate ideológico e mercatilizado que se espera para uma proposta que só se resolve em 1 século de cultura pro-saúde e pro-vida. A coisa foi tão bem realizada que na Rio+20 estavam presentes todos os 193 países que existem apoiando iniciativas corretas neste setor.

Sathya Sai Baba – Hindu. Precursor da Nova Consciência.

Segundo, que a força superior dos bilionários, dos mega-empresários, dos meta-capitalistas, das super-corporações, sem qualquer exceção, possuem uma agenda extraordinária sobre “profunda alteração nos meios de industrialização” para médio e longo prazo. A China, que é a maior poluidora do Mundo tem uma agenda que, em 20 anos mudará 100% de toda a concepção de poluição e já está trabalhando nisto desde 1992, investindo em tecnologias alternativas que estão se tornando oportunidades de grande investimento. A região de Moçambique, do outro lado da África, está na lista das grandes áreas de desenvolvimento mundial para os próximos anos e tudo com biotecnologias autossustentáveis.

Terceiro, o ser humano “é o governante da Natureza sim” – isto obviamente não o coloca como um “semi-deus”, mas aponta para o fato inconteste de que a nossa “imagem e semelhança com Deus”, no gênio criativo e empreendedor, deve conquistar pela aliança entre homens de bem, construir uma nova sociedade que consiga prosperar sem destruir o que já conquistou e tenha cuidado em alterar cautelosamente a realidade paulatinamente, sem causar uma mega onda de desemprego com uma proposta irresponsável de desindustrialização mal elaborada, fruto de um romance com uma filosofia hindu de viver saudável. A Índia, por causa deste portfolio de mestres filosofais, amarga miséria assombrosa em cerca de 600 milhões de seres humanos que defecam e bebem água do lugar onde estas fezes estão depositadas e, nem falarei do Rio Ganges onde cadáveres boiam livremente e as pessoas pegam a água para fazer papinha para seus filhos. O índice de doenças e de mortes por infecção é assombroso! Há muita falta de preparo – imagina-se um mundo de harmonia com a Natureza, mas nenhum controle populacional é feito, nenhuma educação para dar às mulheres a capacidade de entenderem que não podem ter filhos além do viável economicamente e de que homens que maltratam mulheres devem ser presos e afastados da sociedade, porque a Índia tem uma carga enorme de estupros e isto afeta em cadeia a produção de muita gente que ao seu turno abarrota de multidões as aldeias, cidades e cria o caos econômico.

Jiddu Krishnamurti. Precursor da Nova Consciência.

Quarto, a “nova história” proposta por ele é uma “fantasia”. O mundo é regido por três elites globalistas em conflito e, imaginar que elas vão se sujeitar a qualquer coisa que não seja a competição entre elas é ser um completo “tolo”, ainda que “bem intencionado”. Os Comunistas travestidos de Progressistas não vão abrir mão de seu mercado Russo/Chinês com incursões inclusive na Índia onde soma-se um universo de 2,5 bilhão de seres humanos; os Bilderberg’s não vão abrir mão de seus 3,5 bilhão de clientes; e os Islâmicos não vão recuar com seus 1,5 bilhão de dominados – porque alguém acha que uma cultura de “nova história” começou. Não começou de jeito algum. Talvez na perspectiva da micro história que “a” ou “b” esteja vivendo pode até ser (e acho que é a visão dele!), mas onde o dinheiro corre de verdade e o poder do Mundo se dá (me refiro à The City of London Corporation que é a Cidade-Estado que controla todo o dinheiro do Mundo), esta conversa filosófica e poética é somente isto mesmo: poesia! O mercado das armas, o mercado do petróleo, o mercado das drogas lícitas e ilícitas, o comércio mundial de commodities, dentre outros, não vai se curvar a esta ideia de modo algum.

Quinto, ele argumenta como se as pessoas de toda a Humanidade estivessem perdidas sem (a lista dele é grande!) cultura, imaginação, felicidade, música, arte, literatura, etc. Ora, de onde ele tirou esta bobagem? As pessoas estão inseridas neste universo e vivem isto mais até do que gostaríamos, se pensarmos nas necessidades produtivas que os empreendimentos exigem. Por exemplo? Vou apontar o cenário onde estou na atualidade: o Nordeste Brasileiro – por onde tenho 22 anos de convivência. O São João movimenta a coisa de tal forma que praticamente todos os Estados e Cidades vão ficar debaixo de uma enorme fogueira, vai haver música, danças típicas, as pessoas vão comer pamonha, cuscuz, queijo frito no espetinho, as crianças daqui em toda parte estão vestidas com roupas características e o forró, o baião, o xaxado, vão esmagar música estrangeira por uns 15 dias. Depois vem outras situações, tem Natal, tem dia das mães, as pessoas cantam, as escolas se enchem destas energias – ele está equivocado que as pessoas estariam estéreis de uma flexão ou paixão cultural que as alegra.

Osho. Precursor da Nova Consciência.

Sexto, esta tal “velha história” não tem qualquer destas dificuldades que ele apresenta. As pessoas que vivem no mundo se resumem a um ciclo normal onde (a) nascem e são crianças, (b) crescem e são educadas para o trabalho como deve ser porque não podemos incentivar vagabundos inúteis, (c) em seguida conquistam o trabalho e se casam, (d) tem seus filhos, (e) educamo-nos para o mesmo ciclo, (f) ficam velhas e se aposentam, (g) viram “o vovô e a vovó” que aconselha e que recebe a todos com generosidade em casa, (h) morrem. Suas vidas foram vividas com os amigos do trabalho e do bairro, com os filhos e os netos, com o amor da vida e tudo segue seu curso natural – se forem cristãos, celebram com Deus a Eucaristia (Santa Ceia) e aguardam para além túmulo a volta de Cristo. É assim, e 99% das pessoas gostaria de ter esta história SIGNIFICATIVA onde puderam compartilhar com seus queridos sua existência diante de Deus. Quem sabe das pessoas que viveram por aqui há 200 anos? Ninguém, com exceção dos grandes mitos da história! Ele está errado. As pessoas estão vivendo aqui e agora e esta ideia de que lhes falta algo que está já implícito é um erro! “Em tudo dai graças!”

Sétimo, ele pede uma educação onde haja emoções, sentimentos e pensa que a atual só tem mecanicismo e materialismo? Onde ele arranjou isto? As pessoas nunca podem existir sem estas potências ao lado do físico e do espírito – não há seres mutilados. Está errado! A educação que temos pode ter uma ênfase equivocada em termos de metafísica ou metapsíquica, mas, que ela está aí é notório – ainda que de um modo torto! A discussão seria sobre a qualidade destes sentimentos e não sobre ausência deles. Ele está fora de foco!

Swami Nithyananda. Líder Hindu. Considerado um “deus-homem” (avatar) seguido em dezenas de países e com milhões de seguidores na Índia.

Oitavo, então ele entra na transformação da CONSCIÊNCIA – como se isto fosse suficiente. Não é! A mudança de uma pessoa MAL-EDUCADA depende da gestão da Consciência + Memória + Criatividade + Significado = Processo de Maturidade Constante. Cada um de nós vai vivendo etapas, passo-a-passo. Em Naturologia Clínica (Ciência que sou o Codificador), estudamos os septênios da vida e a cada 7 anos trocamos tudo, ou seja, 100% de nosso corpo muda. Ora, quando ele fala de uma educação diferente, dá uma impressão de que o ciclo não acontece naturalmente em todos nós. Eu já tive 7 anos e queria ser campeão de jogo de botão de meu prédio. Aos 14 queria ter uma namorada (e tive). Aos 21 anos era pai e estava estudando e trabalhando. Aos 28 era doutor em teologia e iniciava a carreira em medicina. Aos 35 estava consolidado na carreira e iniciando a história de pedagogo e administrador. Aos 42 só pensava na música que diz: “quero uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela para ver o sol nascer”. Aos 49 – atuais, quero compartilhar experiências, apresentar os livros que escrevi e me aproximar dos netos. O processo está sempre aí diante de todos nós, salvo para os que são vítimas da violência urbana, dos acidentes e que morrem de doenças prematuramente.

Eu não acredito que ele tenha contribuído significativamente com este discurso. Figuras tais como Krishnamurti, Osho, Sathya Sai Baba, Swami Nithyananda dentre outros que advogaram e ainda militam estas ideias em muitos cenários planificam num mundo mítico imaginário e bem distante da realidade óbvia do estômago com fome e que só se resolve com geração de empregos; não é de poesia que a Humanidade se organiza, mas de gestão econômica – sem ela vem a guerra e eu pergunto: como se fará poesia com pessoas mortas?

A verdade é que entre o realismo da vida concreta dos brasileiros, 86,4% cristãos (segundo o IBGE), este tipo de “viagem” não se harmoniza. Somos concitados a entender que “temos que ir ter conselhos com a formiga e deixarmos de ser preguiçosos”, somos orientados a “não dar de comer a quem não trabalha” e, somos instruídos de que “a nossa luta não é contra carne e sangue, mas contra principados e potestades das trevas espirituais” – num mundo real e físico de verdade!

Amanhã de manhã (por exemplo), as professoras vão ter que ir para a Escola e terão que enfrentar as lutas da falta de tudo nos recursos porque o PT roubou a Nação junto com o PMDB em 15 anos de desgoverno e estamos à deriva neste momento.

E temos que encontrar um modo de “dar graças!”, de nos emocionar com as crianças, de ajustar nossa relação com o cônjuge, de respeitar o vizinho que precisa de ajuda, e todos fazemos isto.

Muitos de nós conseguiu chorar com Neymar no final do jogo contra a Costa Rica, onde a dificuldade em fazer um gol, depois de uma crise de cirurgia, um monte de críticas do mundo inteiro, e a pressão de contratos causava um estresse quase insuportável – e, vimos na cena dele chorando após a partida em que foi vitorioso, que podemos nós mesmos sermos vitoriosos em nossas lutas com o mundo onde estamos!

Portanto, a presença da emoção, da felicidade, da satisfação, da alegria de estar estão conosco todo o tempo. Uns gozam mais e outros menos, mas todos temos estes momentos conosco – não carecemos de uma nova educação para nos posicionar o que já é nosso! Só precisamos de atenção – nada além disto! Atenção com as pessoas que estão conosco e olharmos para o valor delas, dos seus atos de generosidade e de afeição positiva, que estão sempre aí! Nada de uma “outra educação”; nós brasileiros somos por definição, um povo que tem generosidade e recebe bem aqueles que nos visitam!

Eu me sento por 5 a 6 horas em meu Gabinete sozinho todos os dias e ouço Jackie Evancho, Sarah Brightman, Lorenna McKennitt, Andrea Bocelli, Yanni, enquanto escrevo, gravo, leio, despacho situações – e sou imensamente inundado por estas pessoas no computador com esta música; sou encantado todos os dias por Keyla; tenho a satisfação do crescimento da pequena Kemily; dos alunos que interagem comigo diariamente; das notícias que vejo nos jornais e na Rede Mundial; tenho meus equipamentos de musculação e exercícios por aqui; há cerca de 4 mil livros que li por toda a vida e estão aqui, em espécie, em minha sala – sou bem-aventurado!

Mas, há pessoas que se alegram de outra forma e são felizes!

Nunca permitamos que alguém implante em nossas mentes que a nossa vida é ruim porque não estamos na esfera supostamente “espiritual” delas!

Por exemplo? Eu coloque aqui algumas fotos de figuras consideradas como geniais do mundo espiritual, de tradição hinduísta. Mas, se qualquer pessoa fizer uma pesquisa sobre a ética da vida destas figuras, vai encontrar o mesmo que há em cada um de nós: pecados, desvios éticos, momentos de fracassos, necessidades de aceitação – e um esforço enorme para atender tais estímulos.

Uma certa ocasião eu conversei com um filósofo hinduísta e perguntei:

– “qual a síntese da sua percepção espiritual”?

Ele me respondeu que era o silêncio interior para perceber sua energia fluindo. As pessoas ao redor acharam aquilo “lindo, fantástico” – mas eu então lhe perguntei:

– “porque você está gastando seu tempo útil fora deste lugar sagrado de percepção interior vindo aqui fora promover o seu ego de iluminado?”

Ele ficou pensativo e me respondeu:

– “as pessoas precisam perceber o que eu tenho descoberto!”

Então, deixei uma outra pergunta para a qual ele ainda está para me responder:

– “então, posso afirmar com certeza que a síntese de sua percepção espiritual não é estar no seu ser interior, em silêncio, mas construindo conexões com as pessoas aqui fora, porque se assim não fosse tudo em seu interior seria vazio e inútil – posso considerar que, dentro da sua linguagem, de sua cultura, a lei moral mais importante é ‘amar ao próximo como a si mesmo’ e isto lhe coloca no mesmo plano dos cristãos sérios. Pergunto: sua doutrina não acrescenta nada de diferente à que já temos – apenas é uma linguagem diferente, certo?”

Não creio que o padrão sugerido por ele seja o ideal da Humanidade!

Nenhum destes mestres hindus tem uma mensagem que seja capaz de mudar a realidade no plano da própria realidade, é sempre no campo da ilusão, da fantasia, da querência, da boa intenção – mas, não vai além disto! A maior de todas as provas é que a Índia inteira, e países como Paquistão, Birmânia, etc. estão entre as sociedades mais cheias de misérias de todo o Mundo em muitos cenários. Subdesenvolvidos ao extremo da baixeza econômica! Rivais do Brasil em muitos sentidos, para tristeza minha (nossa!?).

Há quem seja muito realizado, satisfeito e feliz em atuar em cenários complexos, militares, tecnológicos, desportivo, administrativo – não proporia uma ideia de “mundo novo”, com “história nova”, porque as pessoas tem a história que tem na forma que são e para isto foram chamadas à vida onde estão – e neste ponto se consagraria a lei do Karma (conforme se pensa na cultura de onde ele vem!), mas isto seria uma outra história, não é mesmo?

Como liberal, porém, respeito a linha de exposição dele se ela for contextualizada no mundo (psíquico) em que ele transita, porque como está escrito: “toda boa dádiva e todo dom perfeito, vem do Pai das LUZES em Quem não há mudança e nem sombra de variação” (Tiago 1:16-17). À Ele cabe o julgamento do todo, eu apenas considerei as partes recortadas de um painel bem maior.

Saúde!

Prof. Dr. Jean Alves Cabral


Entre a Ética e a Graça!

Category : Artigos

Passei os últimos 37 anos envolvido com milhares de páginas de muitos pensadores que refletem sobre ética cristã – fiz uma análise sobre este campo de pesquisa. Iniciei aos 13 anos e estou com 50 anos. Na minha frente, ao escrever estas linhas tenho comigo pouco mais de 700 obras do ambiente teológico – é meu acervo!

O mais importante não é a carga de leitura, mas sim a metodologia para conquistar uma compreensão que possa estar sempre afinada com o que está determinado em 1ª Coríntios 4:6:

“para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro.”

Tenho uma contribuição a oferecer com certeza!

Repito: CONTRIBUIÇÃO!

E ofereço também alguns cabelos brancos (poucos, mas ofereço de bom coração!).

Em 4 itens!

1º) A palavra “amor” é EXATAMENTE a reunião de 4 atitudes inegociáveis, sob pena de não ser amor nenhum: respeito, lealdade, verdade e compromisso. Amor nunca será um sentimento, em nenhuma hipótese! Em João 15:1-5 está escrito que devemos “permanecer em Cristo e Ele permanecerá em nós”. Este “permanecer é um ato de amor por uma pessoa” e não uma compreensão dogmática, ideológica, técnica ou “mimimi” de uma religião ou seita qualquer. Uma pessoa que pensa em Jesus como “mito, ideia, personagem histórico ou doutrina”, nem sequer começou a compreender absolutamente nada sobre cristianismo e, é por isto que o tal “mimimi” sobre criticar religião, pessoas, pastores, o sistema, etc. dá sempre nesta baboseira de “ética coerente com valores” – por que é assim? Vou ao ponto 2.

2º) O cristianismo não é uma religião onde os seres humanos se esforçam para chegar a Deus, como ocorre em 100% de tudo que for da esfera do paganismo. No cristianismo o ser humano não pode fazer absolutamente nada para agradar a Deus no sentido de se tornar digno de Sua presença (Hebreus 11:1,6), antes, é Deus, que em Sua misericórdia, baixou até os seres humanos para resgatá-los. Sempre que tratarem de qualquer pauta sobre cristianismo real e profundo entendam isto: Cristo veio ao Mundo enviado do Pai e sem esta lógica interna, a mensagem e história fica toda sem qualquer sentido! Ok? Este ponto é chamado de “dom imerecido”, “graça” e aceitamos somente “pela fé” (Efésios 2:8; Hebreus 11:1,6) – daí, um monte de gente fala besteira o tempo todo (principalmente religiosos! Especialmente se estiverem em busca de dízimos em troca de bênçãos – chega a ser ridículo o paganismo praticado por estes caras! Mas é outra pauta!); exatamente porque não partem deste fundamento claramente enunciado em João 3:16-18; 17:3; 14:6-9. Em outras palavras, estão falando de uma coisa que não tem absolutamente nada a ver com cristianismo, mas juram que comportamento ético é cristianismo. Imaginam que para ser aceito diante de Deus o sujeito deve apresentar certo comportamento, por esforço pessoal que justificará a sua pessoa diante do Deus que, por hipótese, está à espreita pronto para ferrar o sujeito. E a bagaceira é grande! Tem guardadores do sábado, tem os que falam em línguas, tem os que querem fazer discipulado, tem os que conhecem as doutrinas verdadeiras, tem a galera com promessas e penitências, tem a turma que vai rezar umas 100 “ave-Marias” em troca de perdão e … por aí vai! São todos perdidos e distanciados do ponto inicial correto (João 17:6; 1ª Timóteo 2:5-6) e por isto a parábola vai sair da linha traçada para o alvo! Vou ao ponto 3.

3º) Comportamento ético é um esforço humano para atender a um padrão – seja de quem ou de onde for – que estabelece o que é certo ou é errado. Este certo e errado depende de uma série de condições sempre circunstanciais e apenas pessoas sem maturidade pensam que podem lidar com isto do alto de suas “dignas e confiáveis capacidades”. Por exemplo? Se os caminhoneiros do Brasil pararem de abastecer a Nação por 30 dias teremos a maior onde de barbárie já identificada na História Nacional. As mulheres vão clamar pelos seus filhos com fome, os homens serão perturbados a tal extremo que sairão a roubar, quebrar, detonar e destruir tudo ao seu redor em busca de comida, remédios e outras coisas para suas mulheres e filhos – qualquer conversa fora do que acabo de dizer é lorota e conversa fiada! E a ética está ligada nesta questão: necessidade e entrega de um produto! Pois bem, há quem pense que Cristianismo é o cumprimento de tal esquema. Mas, como indiquei no ponto 2, a salvação, a santificação, a glorificação, a vida eterna e tudo que for ligado ao Reino de Deus é “proveniente de Deus” (Isaias 26:12; 30:15) e não pode ser deste mundo que “passa com a sua maldade” (1ª João 2:15 diz: “não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele”) – então, Jesus bebeu ou não bebeu vinho? Ora, como discutir este tema pode ser mais importante que definir fundamentos que transcendem a própria existência? Enquanto bobalhões teológicos, filósofos que buscam sabedoria, judeus e suas múltiplas regras carnais, ateus que não leram nem 10 livros sobre a matéria – se arvoram em debater o vinho que

Jesus bebeu, o apóstolo Pedro entra com os dois pés no nosso peito e diz o seguinte: … vou ao ponto 4 e encerro!

4º) Está em 1ª Pedro 1:18-23:

18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais,19  Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, 20  O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; 21  E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus; 22  Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; 23  Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.”

Vou deixar uma pista que transcende todas as coisas que o pessoal estuda e fala!

Vou apontar a chave do verdadeiro “oculto” que está em Cristo:

– DESDE ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO O SANGUE DELE JÁ ESTAVA DERRAMADO?

Mas, e sobre o vinho? Podemos ou não beber?

Ora, há quem aprecie. Acho que “Coca-Cola” não existia naquela época, então (kkkk) ninguém vai falar nada, né?

Bem, a ordem é muito clara aos cristãos (não aos de fora da fé):

31 Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 32  Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus. 33  Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar.” (1ª Coríntios 10:31-33)

Prof. Pr. Dr. Jean Alves Cabral

 


Hattie McDaniel – Hollywood – EUA

Category : Artigos

Meus amigos, quero registrar aqui a história que encontrei, muito bem escrita na página Preta & Gorda sobre uma extraordinária atriz e ser humano com uma história interessantíssima, me refiro a Hattie McDaniel, a primeira figura humana a receber um Oscar da indústria cinematográfica dos EUA, inclusive com restrições abjetas e objetáveis e cunho racista e ignóbil.

Mas, são os fatos da vida e transcrevo aqui ipsis litteris da fonte já indicada sobre esta personalidade que marcou a história do cinema mundial.

Leitura interessante!

_______________________________

HATTIE McDANIEL – Hollywood – EUA

Primeiro intérprete negro a ganhar um Oscar – Melhor atriz coadjuvante pelo filme “… E o Vento Levou”

Hattie McDaniel nasceu em Wichita no dia 10 de junho de 1895. Seu pai, Henry McDaniel, um pastor da Igreja Batista, tinha nascido sob a condição de escravo, visto que a avó de Hattie tinha sido escrava de um grande latifundio em Virgínia. Sua mãe, Susan Holbert, era cantora gospel. Hattie era a caçula dentre seus 13 irmãos.

O Sr. Henry MacDaniel serviu como soldado no Exército da União durante a Guerra Civil Americana ( Buffalo Soldiers – ver abaixo nesta página). A família viveu em Fort Collins, no Colorado, cuja casa existe ainda hoje.

Estudando na ‘Escola Franklin, em 1910, aos 15 anos de idade, Hattie participou de um concurso intitulado ‘Women’s Christian Temperance Movement’, e foi a primeira afro-americana a ganhar medalha de ouro. Recitou um poema de sua própria autoria intitulado “Convict Joe”. Ao ganhar esse prêmio, se convenceu que queria se tornar uma artista, e decide abandonar a escola, no segundo ano do ensino médio, para viajar pelo país com o grupo de músicos formados por seu pai e os irmãos Otis e Sam.

No grupo musical da família, Hattie atuava como vocalista e compositora. O grupo iria se desestruturar em 1916 com a morte do irmão Otis, e teve de aguardar até 1920 para voltar a cantar. Neste mesmo ano, Hattie atuou na peça teatral ‘Melody Hounds’, de George Morrison, e recebeu ótimas críticas.

McDaniel foi uma das primeiras mulheres afro-americanas a cantar no rádio. Em 1925, McDaniel começou a cantar na KOA, uma estação de rádio em Denver. Seu trabalho como cantora de rádio levou-a a gravar várias canções, das quais a maioria ela mesma tinha escrito, viajando em várias turnês pelo país.

A ‘Theatrical Owners Booking Association’, uma associação de negros donos de teatro, é quem arrajava a maioria dos papéis para Hatie atuar no teatro, porém, com o Crack da Bolsa de Valores de Nova Iorque em 1929, a empresa fechou suas portas, complicando a vida de vários atores negros na época. À partir desse momento, o único trabalho que McDaniel conseguiu arranjar foi o de atendente num banheiro do Club Madrid, em Milwaukee, numa boate de pessoas brancas. Apesar de saber que McDaniel era uma boa cantora, o dono da boate temia deixá-la cantar. Certo dia, McDaniel foi convidada a se apresentar no palco, e se tornou uma das principais atrações da boate.

Em 1931, McDaniel se mudou para Los Angeles com os irmãos Sam, Etta e Orlena. Quando não conseguia papel em filmes, ela trabalhava como empregada doméstica ou cozinheira. Sam trabalhava num programa de rádio chamado The Optimistic Do-Nut Hour e conseguiu uma aparição para sua irmã no programa. Hattie tornou-se extremamente popular, virando uma estrela de rádio, mas seu salário era tão pequeno que ela tinha de continuar trabalhando como empregada. No início da década de 1930, conseguiu vários papéis em diversos filmes, no entanto, seu nome não aparecia nos créditos da maioria deles.

A competição para o papel de Mammy foi quase tão acirrado quanto o de Scarlett O’Hara. Eleanor Roosevelt escreveu para o produtor do filme, David O. Selznick, para pedir-lhe que o papel fosse dado à sua própria empregada. McDaniel não achou que o papel iria ser dado a ela, pois era mais conhecida como atriz cômica. Clark Gable queria que o papel fosse dado para ela, e quando Hattie foi fazer o teste vestida num uniforme de empregada, Selznick percebeu que tinha achado sua Mammy.

Hattie atuou em papéis principais nos filmes ‘Saratoga’ e ‘The Mad Miss Manton’ antes do lançamento de …E o Vento Levou. Sua performance em In This Our Life de 1942, também é muito lembrada por sua interpretação dramática de uma dona de casa negra cujo filho é acusado injustamente por um atropelamento.

Os papéis que aceitava pra atuar, sempre como serviçal, lhe renderam longas críticas dos afro-americanos nos anos 40, sobretudo da NAACP (National Association for the Advancement of Colored People ). Diziam eles que Hattie atendia ao racismo dos brancos ao aceitar tais papéis em que negros não poderiam ter outra visibilidade que não esta, acusando-a de reforçar esteriótipos negativos. Hattie respondeu tristemente às críticas com as seguintes palavras: “Uma mulher negra, e empregada doméstica, não pode se dar ao luxo de desperdiçar um trabalho. Atuando como empregada doméstica, serviço este que faço desde sempre, ganho em algumas horas o que ganharia em meses de trabalho pesado. Prefiro atuar como empregada doméstica por
US $ 700 por semana, que ser uma por US $ 7 por semana.”

Hattie MacDaniel disse que não compareceria na festa de estréia de “… E o Vento Levou” por não estar se sentido bem. Clark Gable, seu colega de elenco, suspeitou que ela não tivesse sido convidada por conta do racismo e se recusou a comparecer na festa caso ela não fosse. Hattie acabou convencendo-o a comparecer na festa, pois um dia este fato viria à tona, naquele momento, era melhor que ela não fosse. Gable compareceu à festa, mas fez questão de protestar nas entrevistas sua indignação e tristeza pelo racismo contra ela. “Ela é uma pessoa cujo respeito que eu gostaria de ter”, disse Gable.

Ao ganhar o Oscar, Hattie MacDaniel seria o 1º intérprete negro a comparecer à cerimônia como convidada, ao invés de serviçal. Mesmo assim, não esteve livre do racismo, Hattie e o seu marido, amargaram mais uma humilhação racial durante a cerimônia do Oscar; ambos tiveram que se sentar no fundo da sala, em uma mesa só para eles, longe de todos os outros vencedores e membros da Acadêmia. Durante os conflitos raciais, na década de 60, Hattie doou sua estatueta a ‘Howard University’, mas ela terminou sendo perdida e nunca mais foi encontrada.

McDaniel faleceu aos cinquenta e sete anos de idade, no hospital da Casa para os Artistas de Cinema e Televisão, em Woodland Hills; sua herança somava um pouco menos que dez mil dólares. Vários fãs apareceram no local para relembrarem a vida e as conquistas da atriz.

O racismo, literalmente falando, a perseguiria até a sepultura, pois o desejo de Hattie era ser enterrada no Cemitério de Hollywood, juntamente com alguns de seus parceiros do cinema, mas o dono, Jules ‘Jack’ Roth, se recusou a permitir que uma negra fosse enterrada em seu cemitério. Então, Hattie veio a ser enterrada no Cemitério Angelus Rosedale, em Los Angeles.

Em 1999, Tyler Cassity, o novo dono do Cemitério de Hollywood, que mudou o nome deste para Cemitério Hollywood Forever, queria consertar os erros do passado e propôs à familia de McDaniel que ela fosse enterrada no cemitério. Os parentes de McDaniel não quiseram perturbar os seus restos após tanto tempo, e acabaram recusando a oferta. Então, o Hollywood Forever decidiu construir um grande memorial no campo em frente ao lago, dedicando-o a McDaniel. É, hoje, um dos lugares mais populares para os visitantes do cemitério.

McDaniel também foi membro da Sigma Gamma Rho, uma das quatro fraternidades norte-americanas que usam as letras gregas em seu nome e são dedicadas a pessoas negras.

Curiosidades:
– Hattie serviu de inspiração para a empregada que aparece nos desenhos de Tom & Jerry, que é sempre focalizada da cintura para baixo.
– Possui uma estrela na Calçada da Fama, localizada em 1719 Vine Stree.
– Quando McDaniel morreu de câncer de mama em 57, 3000 enlutados compareceram ao seu funeral, e 125 limusines acompanharam seu corpo para Rosedale.

 

Momento da entrega do Oscar à Hattie McDaniel: http://www.youtube.com/watch?v=e7t4pTNZshA


Tempo de Paz na Cidade? Onde?

Category : Artigos

É impossível, estando de frente para as informações da sociedade em seu dia-a-dia, não perceber a notícia absurda do assassinato da Vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ).

Independentemente das razões da morte, que são objeto de investigação neste momento, a questão é emblemática porque representa uma realidade factual em todo o Brasil. Uma realidade que põe bem no meio da tela a pauta: violência no Brasil.

Recentemente, em face a um assassinato cometido contra um rapaz que não estava fazendo absolutamente nada contra a sociedade, ela declarou:

“Outro homicídio de um jovem que pode entrar na conta da polícia. Matheus Melo estava saindo da igreja. Quantos jovens precisarão morrer para que essa guerra aos pobres acabe”, questionou Marielle.

A verdade é que no Rio de Janeiro, meu Estado Natal, minha Cidade de origem, o próprio Diabo estabeleceu residência e passeia nas ruas, matando geral.

O Jornal “O Globo” registrou:

RIO – O Rio viveu em 2017 uma sucessão de números ruins na área de Segurança. Como mostrou O GLOBO, o estado teve 40 mortes violentas para cada 100 mil habitantes no ano passado, o maior número desde 2009. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), este não foi o único indicador negativo acumulado ao longo do período. Os principais tipos de roubos — carga, veículos, celulares e em coletivos — tiveram altas históricas, aumentando a insegurança da população.

Em 2010, foram registrados 120.300 roubos no estado. Este número chegou a atingir patamares mais baixos em 2011 e 2012, mas, desde então, ficou acima de 2010. Em 2017, porém, atingiu seu auge, quando foram registrados 230.450 roubos, alta de 91,5% em relação ao contabilizado há sete anos[1].

O diagnóstico exato desta realidade já é conhecido pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro e que é a mesma em toda parte da Nação:

“Em um ano, na capital do Rio de Janeiro, nós temos 1.300 homicídios para serem apurados por 200 policiais. Eles têm 100 casos para 500 policiais”, afirma o delegado Rivaldo Barbosa, diretor da Divisão de Homicídios do RJ. “Nós temos a capacitação, temos pessoas especializadas. A gente precisava de mais pessoas dentro da Polícia Civil para poder dar uma resposta.”

Os policiais cariocas foram até a capital do Reino Unido e trouxeram representantes para conhecer a realidade do Rio. Segundo o delegado, a disparidade dos números tem efeito direto sobre o trabalho de investigação policial. Enquanto o índice de resolução de casos fica em torno de 90% no Reino Unido, na DH do RJ é de cerca de 30%. Já a média brasileira de resolução no Brasil é estimada em apenas 5%.

Londres tem população de 8,7 milhões de habitantes, maior que a carioca, de 6,3 milhões de pessoas. Mas não tem territórios dominados pelo crime organizado e nem uso de fuzis e armamentos pesados pelos criminosos. Os próprio policiais não andam armados – o porte só é autorizado para equipes especializadas.

Estudos internos feitos pela DH mostram que, quanto menor o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e menor expectativa de vida, maior é a taxa de homicídios. Isso porque o crime organizado acaba ocupando o espaço do estado e provocando disputas territoriais.

“Não é que as pessoas nesses lugares sejam violentas. Pelo contrário. Essas pessoas sofrem duas vezes. Pela falta de serviços públicos e pela violência”, afirma Barbosa.[2]

A realidade se impõe em todo território nacional!

Nenhuma vida é desprezível, todas as pessoas merecem dignidade – com uma exceção, direi eu: daqueles que andam soltos pela face da Terra matando trabalhadores, matando cidadãos, matando sonhos, por motivo torpe, vil, imundo, banal.

E é este o cerne da questão!

O Brasil tem que ter “pena de morte”, tem que ter “prisão perpétua” – porque não é admissível que simplesmente matem uma promotora de direitos humanos e quem fez isto tenha direito de comer, beber, ir, vir, fazer filhos, participar de muitos momentos felizes neste mundo, sem que a sociedade lhe dê uma paga justa e à altura de sua maldade e perversidade.

Simples assim!

Muitos ideólogos do “cristianismo hipócrita” se posicionam contra esta ideia que não é minha de modo isolado, mas abraçada por milhões de brasileiros, especialmente aqueles que tiveram pessoas de seu sangue extintos por esta barbárie que está à solta.

E digo “cristianismo hipócrita” porque é a “não pena de morte ou prisão perpétua” é defendida por um pessoal que tem uma baita cara-de-pau de não ser cristão porcaria nenhuma e posar de paladinos de “direitos dos bandidos” e não de “direitos humanos”! Especialmente dos “humanos direitos” – que cumprem e vivem pela Lei.

Isto definido, em minha apreciação, não adianta nada lastimar a morte da Vereadora, não adianta nada chorar a morte de ninguém, a violência se reúne como uma espécie de “política de Estado velada” – sim, parece absurdo, mas não é! O Estado Brasileiro em sua totalidade, com o modelo atual de gestão de tudo e de todas as coisas é uma vergonha tão ampla que gera esta condição holística.

Se pensarmos, por exemplo, nos roubos praticados por políticos e gente envolvida nas investigações da Lava-Jato que é o Petrolão, do BNDES, Desvios de dinheiro dos Fundos de Pensão, a roubalheira da Previdência Social – INSS, o esquema dos Vampiros da Saúde, Operação Zelotes, o rolo de mais de 30 bilhões ne escândalo do Banestado, enfim, dá para encher umas 3 folhas só com nome de investigações.

Todo este derrame de dinheiro é uma enorme Operação Lesa-Pátria e, a chave de tudo isto é a impunidade descarada! Por exemplo, descobre-se que um maldito político roubou num esquema de 1 bilhão de reais da saúde pública e ele não tem pena de morte? É justo que milhares de mulheres chorem seus filhos mortos por causa da ação deste “genocida”, mas ele deve ser preservado em nome “dos direitos humanos”?

É por isto que digo que há um esquema de extermínio de pobres e figuras como Marielle Franco são “nuvens passageiras”. São a maior zoada hoje, mas será abafada pela Copa do Mundo que está vindo por aí e em seguida, as eleições majoritárias.

É esta a realidade!

Ou alguém pode mostrar alguma mudança em qualquer aspecto por causa da morte de Chico Mendes lá na Amazônia?

Em nosso País, um sujeito pode lesar a pátria na maior cara-de-pau e fica por isto mesmo!

Os dados são claros:

Considerando dados da Secretaria de Segurança Pública, em 2015, foram mortos violentamente e intencionalmente 58.383 brasileiros.

Em comparação com 2014 (59.086), o número de assassinatos tinha diminuído 1,2%.

São 155 assassinatos por dia, o que equivalente a seis mortes por hora em cada estado, e as características das mortes se repetem: ligada ao tráfico de drogas e tendo como vítimas jovens negros pobres da periferia executados com armas de fogo.

Em julho, Pernambuco chegou a 3.323 homicídios. O número é superior ao registrado ao longo de todo o ano em 2012 (3.321) e em 2013 (3.100).

No primeiro semestre de 2017, o Brasil teve 1,7 mil homicídios a mais do que no mesmo período em 2016 – 913 foram em Pernambuco.[3]

É esta a realidade exata do Brasil, o resto é só conversa fiada e muito “mimimi” em torno de um monte de besteiras!

E digo isto com esta agressividade porque tem um monte de gente falando muita idiotice sem nem sequer ter lido os dados oficiais disponibilizados pelo IPEA neste link público:

http://ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=30253

Observem cuidadosamente na mídia nacional, dos 24 ministros do atual Presidente após a fase de desgovernança petista, 15 são objeto de investigação por corrupção!

Isto é uma aberração sem precedentes na História de qualquer Nação Civilizada!

Isto é coisa de esquema de lesa-pátria!

Qual a punição desta gente? Misericórdia!

Qual a punição dos pobretões, lascados, ferrados e analfabetos da base social? Fome, falta de saneamento básico, comida ruim, roupas velhas, VIOLÊNCIA e por aí afora, todas as pragas listadas no Apocalipse, em Mateus 24, e todas as demais desgraças imagináveis!

O Governo tem que implantar a pena de morte ou a prisão perpétua, ou os dois – isto causará terror e pânico entre todos os vagabundos que devem ser extirpados da vida, eliminados do mundo, porque se ficarem soltos vão matar nossos filhos e netos e, seguros da proteção do Estado preservarão a política de Estado em que roubar compensa, haja vista que os sujeitos deixam dinheiro e legado para os familiares às custas da miséria de milhões de pagadores de impostos.

Se não é assim, que alguém me rebata e mostre que é diferente, onde e como!

Seja como for, a realidade se impõe pela Palavra de Deus com uma fortíssima sentença que vem por aí em breve:

A Terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a Terra de violência. … então disse Deus a Noé: o fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência ; e eis que os desfarei com a Terra. (Gênesis 6:11,13).

Já que o Governo não faz nada e insiste em manter um modelo legislativo e judicativo incompetente, resta-nos pedir que Deus nos honre restabelecendo este critério que ele usou no passado!

___________________________________________

[1] https://oglobo.globo.com/rio/indices-de-violencia-sobem-no-estado-do-rio-22407369#ixzz59uPua5UE

[2] https://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/monitor-da-violencia-rio-tem-quase-10-vezes-mais-homicidios-que-londres-mas-metade-dos-policiais-para-investigar.ghtml

[3] http://www.nocaute.blog.br/brasil/numero-de-assassinatos-no-brasil-volta-crescer-em-2017.html


A Mentira “Stephen Hawking” e a Disposição Para Servir ao Diabo!

Category : Artigos

Eu li agora um artigo sobre o tal físico que morreu estes dias. Está em: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/o-que-fez-de-stephen-hawking-um-dos-cientistas-mais-influentes-da-historia.ghtml

Entre outras coisas, a síntese parece-me bem clara, tomando o artigo como exemplo:

(1) ARGUMENTO DA FANTASIA QUE FAZ DO SUJEITO UM GÊNIO.

Diz o texto: “Suas teorias, como a de muitos físicos, desafiam a noção de espaço-tempo e nos levam a uma outra dimensão: não dá para começar a compreendê-las sem abandonar as concepções mais fundamentais sobre a realidade que conhecemos. Por exemplo, deve-se partir da premissa de que existem lugares no universo, os buracos negros, em que a gravidade é tão imensa que nada consegue sair de lá — nem mesmo a luz.”

  1. Por este primeiro parágrafo, temos uma fantasia, uma fábula, uma hipótese e uma ilusão. As pessoas precisam sair da realidade para acreditar na imaginação de um sujeito que, por puro marketing e manipulação do sistema, pretende nos impor que ele é um gênio porque fica o tempo todo pensando, escrevendo, falando e projetando suas miragens? É isto mesmo?
  2. Ora, os cientifistas, que debocham da Bíblia Sagrada, código moral superior e obra mais lida de todos os tempos em nosso Mundo acreditam em fundamentos que estes palhaços, travestidos de cientistas, dizem ser “fábulas, hipóteses, fantasias e ilusões” – mas, curiosamente, o apóstolo Pedro declarou há dois mil anos o seguinte:

Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade. Porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da magnífica glória lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido. (1ª Pedro 1:16-17).

O que este sujeito, e muitos outros de sua laia produziram, nada mais é que um monte de fábulas artificialmente compostas. Nada além disto!

Mas, os que pensam ser “alta ciência” este monte de besteiras – laureiam, gastam milhões, babam e ficam com o cérebro paralisado como se estivessem diante de uma divindade da sabedoria, quando não passa da mais rala e falido estelionato científico.

(2) ARGUMENTO DA MENTIRA DESCARADA QUE TORNA O SUJEITO UM GÊNIO.

Continua o artigo:

“Aliás, foi em seus estudos sobre os buracos negros que Stephen Hawking fez uma das suas principais contribuições. Ele descreveu que essas estruturas emitem uma radiação, que não à toa ficou conhecida como Radiação de Hawking. A teoria de Hawking de certa forma até negou a característica de “negro” atribuída aos buracos: a luz emitida por essa radiação demonstrava que eles não seriam tão escuros quanto se imaginava.”

“Essa teoria da radiação também mostrou que os buracos negros não eram imortais; em milhões de anos, eles poderiam desaparecer paulatinamente por processos que antecedem a emissão dessa radiação. Hawking também teorizou sobre o Big Bang, sobre a formação do universo e emitiu opiniões das mais diversas sobre o futuro da humanidade e sobre a vida em outros planetas.”

Há quem diga que ele é injustiçado por nunca ter ganho o Nobel; há quem diga que, apesar do seu carisma e fama, não é para tanto. O fato é que — seja pelas suas teorias, seja pela divulgação das teorias de outrem — Hawking ajudou a fomentar debates que foram muito além da academia ou de grupos circunscritos de especialistas.

“Buracos negros”? “Buracos de luz?” Ora, mas que pataquada é esta?

A ciência é, por definição absoluta: “corpo de conhecimentos sistematizados adquiridos via observação, identificação, pesquisa e explicação de determinadas categorias de fenômenos e fatos, e formulados metódica e racionalmente” – basta verificar pegando um dicionário. Sem “mimimi”, apenas “papo reto”!

Daí que este indivíduo estudou “buracos negros” que talvez sejam “buracos de luz” segundo o artigo e os textos dele mesmo, mas ele fez isto com base em que mesmo?

Foi até um deles e verificou como se faz num laboratório técnico, por amostragem material e concreta, acerca do que são?

Não, ele trabalhou a imaginação o tempo todo, atuou em cima de mil e um cálculos que, normalmente apenas a própria esquizofrenia percebe e a mídia se ajoelha e diz: “eis um deus da ciência!” – e temos que levar à sério isto?

O argumento é claro: “Ele descreveu que essas estruturas emitem uma radiação” – mas, falamos aqui de uma estrutura que, na hipótese, está a milhões de anos-luz de distância da Terra e todos sabemos, com absoluta segurança que o ser humano nunca passou de um bufão em termos de viagens espaciais (salvo no mundo de Hollywood, é claro!), porque há uma coisa chamada cinturão de Van Allen com calor superior a 5 mil graus acima de nossas cabeças, por volta de alguns tantos mil quilômetros e ainda há a realidade do Domo, da Abóboda Celeste que os nojentos cheios de empáfia ficam quais mulas empacadas negando a existência material que é plena e já comprovada.

O que o cara tinha de extraordinário? Nada além do fato de conseguir manter o pouco de dignidade humana que lhe restou diante de uma doença que não desejamos a ninguém – afora isto, as teorias dele só serve a um mercado fechado, que exalta uma linguagem interna própria, com fatores bem próximos da religião, compondo em si uma cultura e uma política que está fechada em torno de si mesma e que em nada difere dos alquimistas, dos feiticeiros, dos magos e dos ocultistas de sempre.

É só isto!

Querem ver a coisa como funcionam de verdade?

O artigo é claro e nossa análise também o é em sua clareza solar:

  • “Essa teoria da radiação também mostrou que os buracos negros não eram imortais” – É neste tipo de besteira que se fundamenta toda a teoria dos que pensam que existe “um planeta Terra”, “um globo terra”, “flutuante no espaço”, “ao redor do sol” – TEORIA, mas, neste caso, baseada em argumentos que são IMPOSTOS como verdade, mas que qualquer idiota que se digne pensar como uma pessoa normal sabe que é simplesmente IMPOSSÍVEL que alguém possa demonstrar “imortalidade” de modo “material”, portanto, em si, o argumento é válido apenas para imbecilizados e idiotas úteis. A “imortalidade” é tema da esfera “metafísica” e “metapsíquica”, ou seja, está na esfera da filosofia, logo a sua demonstração não pode ser material, mas apenas no campo das hipóteses, porém, estes pseudo cientistas esculacham geral quando um teólogo argui a existência de Deus por este setor do entendimento humano; aliás, existem até alguns imbecis que atribuem ao estudo da teologia um demérito, como se a sua falsa ciência fosse alguma coisa superior. Mas, fica aí a pergunta: com base em que demonstrações práticas este sujeito provou alguma coisa sobre “imortalidade”, “buracos negros”? Nenhuma. Todos sabemos disto. Então, o que ele tinha? Uma teoria. E daí? Bem daí nada além desta porcaria que rivaliza pau-a-pau com Stars Wars e Jornada nas Estrelas no cinema, mas, neste caso, levou um Oscar de melhor ator.
  • “Em milhões de anos, eles poderiam desaparecer paulatinamente por processos que antecedem a emissão dessa radiação” – outra porcaria! Quem pode afirmar uma coisa destas com segurança e certeza? Ninguém. Os seres humanos não sabem cuidar nem da própria saúde particular e querem definir o que há de ser daqui a milhões de anos em buracos negros? É para acreditar nisto mesmo? Não é alguma pegadinha?
  • “Hawking também teorizou sobre o Big Bang” – Talvez a única coisa verdadeira neste artigo sobre este sujeito seja esta “ELE TEORIZOU” e, tudo que fez foi somente isto teorias sob teorias.
  • “Sobre a formação do universo” – mas ele pode né? Tem grana pesada envolvida nesta tal ciência! Porém, se um crente “TEORIZAR” e disser que é Deus, se torna motivo de riso? Isto é para ser levado à sério? É isto que ensinam na Faculdade de Física?
  • “Emitiu opiniões das mais diversas sobre o futuro da humanidade” – então, está explicado, ele era um filósofo e nada além disto. Pode ser contestado facilmente em todas as suas TEORIAS, HIPÓTESES, SUPOSIÇÕES, INTUIÇÕES, SUGESTÕES, FANTASIAS, FÁBULAS, MENTIRAS.
  • “E sobre a vida em outros planetas” – ora, não sabemos explicar a vida na Terra e estamos quais sujeitos estupidificados, babando tristeza por um sujeito que passou a vida neste mundo de ilusões pessoais e vendo as pessoas ao seu redor laureando-o como se fosse UM GÊNIO?

Então, antes de nos premiar com a citação mais apurada de algumas de suas teorias consagradas, o artigo nos aponta esta conclusão que, apenas bobalhões que não sabem como a coisa funciona se iludem e ficam arrepiados:

“Hawking ajudou a fomentar debates que foram muito além da academia ou de grupos circunscritos de especialistas” – sim, a indústria de livros faturou bem com mais de 10 milhões de livros vendidos de um único título dele. O trabalho de um sujeito que estava numa cadeira de rodas, com uma doença rara, mas que produzia ideias incríveis sobre “o universo”, “buracos negros”, “big bang”, “a inexistência de Deus” e, a Bíblia que tenho aqui em casa diz claramente: “diz o louco e seu coração: não há Deus!” (Salmo 14:1) – e é para eu e milhões de cristãos acharmos que ele foi grande coisa?

Notem bem, não é da vida pessoal, das limitações físicas, da pessoalidade que vai ao banheiro, dorme, defeca, come, faz sexo, tem mulher, filhos – não me interessa isto. Tenho minhas próprias lutas. Não me interessa a doença que ele teve neste artigo. É o conjunto da obra do sujeito; que dizem ser coisa de um baita gênio e quando nos aproximamos temos o que mesmo?

(3) MALUQUICES QUE TORNARAM O SUJEITO UM GÊNIO.

  • Teoremas da Singularidade – diz o artigo que ele se uniu a um outro físico e juntos produziram a ideia de que “existem lugares no universo em que as variáveis da física se tornam infinitas e concentradas em um único ponto”. Ora, Paulo de Tarso disse isto em Atos 17 quando afirmou que em Deus “nos movemos, respiramos, existimos” e estes dois bobalhões descobriram isto e virou teorema é? O artigo diz que é um conceito complicado, como se fosse um entendimento de seres superiores, de mentes altamente elevadas que nós, os mortais abaixo dos magos de Faraó, nem de longe pudéssemos saber, mas a elite pensante do mundo sabe e este sujeito era um dos príncipes. Mas que besteira! O tempo todo, todas as obras desta gente usam palavras como “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que”, – e temos que chamar esta coisa de ciência? O próprio convidado a opinar nesta besteira enorme diz no artigo: “Se você parte da premissa deque o universo está em constante expansão, isso significa que, se voltar para trás, vai chegar à ideia de que o universo inteiro estava concentrado em único ponto. É mais ou menos essa a noção de singularidade.”
  • A Radiação de Hawking – Novamente estamos navegando no “plano da fantasia, da ilusão, da suposição, da hipótese, do achismo” e não há absolutamente nada de científico. Ele pretendeu descrever “um mecanismo que ocorre dentro de um buraco negro, que envolve uma reação entre matéria e antimatéria”. Isto é tão idiota que chega a ser uma piada que alguém dedique anos da vida a estudar esta coisa. Quem sabe que tipo de substância existe num buraco negro baseando-se na reles sabedoria finita da humanidade? Ninguém? Aquilo que vemos pode ser apenas uma sombra, uma névoa, uma ilusão de ótica da realidade que está lá. Mas, é claro: os defensores destes teoremas dirão que sou sem domínio da profundidade investigativa e elevada que está em jogo aqui. Porém, meu argumento é indefensável: ninguém sabe com certeza nenhuma que é que tem num buraco negro – apenas uma teoria hipotética e nada além disto. Por que tenho esta segurança? Ora, porque ninguém foi lá e voltou para dar-nos a prova material. O fato de se perceber qualquer tipo de reação observável em algum equipamento, sempre contará com variáveis desconhecidas existentes no Domo que está sob a nossa cabeça. Vou viajar numa hipótese: e se o buraco negro é uma enorme esfera que se move no espaço sideral e o que pensamos ser redução de energia nela é, na verdade o reflexo de seu movimento ao redor de si e há uma parte com luz e outra sem? Bem, eu posso dizer que vi isto em sonhos sagrados que tive há alguns dias – por que valem os dele e os meus não?

A explicação está no próprio artigo: “Antes dessa teoria de Hawking, acreditava-se que os buracos negros eram totalmente escuros e imortais. Com a radiação, Hawking mostrou que há luz e que, com o tempo, os buracos negros poderiam desaparecer, já que aniquilam a matéria.”

É risível!

E se – por hipótese –  há uma Civilização com bilhões de anos de existência que produz o que imaginamos ser o que está aparecendo? E se entre o aqui e o lá existem mistérios que sazonam no meio do caminho e alteram o que pensamos estar vendo?

Como ninguém pode provar coisa nenhuma, ficam com as palavras mágicas que passam para os destituídos de domínio do vernáculo como verdade superior, porque foi dita pelo “professor X” e ele não é do X-Man, hein?

Repito: o tempo todo, todas as obras desta gente usam palavras como “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que”, – e temos que chamar esta coisa de ciência?

  • Outras Maluquices – Então, entra em cena as imensas perdas de tempo, tais como o Paradoxo da Informação, a Inflação cósmica, se já não bastasse a que Lula e Dilma criaram por aqui pelo Brasil nos últimos 15 anos de desgoverno. Enfim, os caras que vivem destas coisas são “deuses”, mas os “que ensinam a Palavra de Deus” são embusteiros para esta gente?

Mas, a maior de todas as suas obras foi a complexa teoria cosmológica em linguagem fácil para leigos, denominado: “Uma Breve História do Tempo”, escrito entre 1982 e 1984, que vendeu mais de 10 milhões de cópias.

Bem, é claro que escritos como o meu não são nem considerados por qualquer ambiente dito científico.

Mas, tenho como seguro (para mim, é claro!) que:

Os Céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos. (Salmo 19:1).

Uma pessoa passa a vida inteira dizendo que estudou o Universo e não entendeu isto?

Com todo respeito ao direito que eu tenho de acreditar no que eu quiser tanto quanto os outros tem de acreditarem no que quiserem; para mim o sujeito não foi gênio coisa nenhuma, foi muito burro!

Não ter percebido que “as coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis” (Romanos 1:20).

Outro artigo que propõe uma sabedoria “genial” é o que está em https://gauchazh.clicrbs.com.br/tecnologia/noticia/2018/03/afinal-por-que-stephen-hawking-e-um-genio-cjer8wbqj02ym01r46oiud8n6.html

Trata-se de outro atestado de estupidificação generalizada!

Na grande mídia se diz que ele foi um gênio; portanto, é politicamente correto dizer que foi. Mas, ele produziu o que mesmo?

“É mais fácil aceitar a genialidade dele do que entender suas ideias e explicá-las. O próprio livro que Hawking escreveu para tornar acessíveis a um público amplo as suas ideias sobre o universo – o best-seller Uma Breve História do Tempo – é uma leitura espinhosa. Mesmo assim, vale a pena tentar entender por que, afinal, ele é um gênio. “

Em outras palavras, ele escreveu sobre coisas que ninguém entendia, só ele mesmo e que, na sua base, se fundamentam em: “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que” – calçadas em TEORIAS, HIPÓTESES, SUPOSIÇÕES, INTUIÇÕES, SUGESTÕES, FANTASIAS, FÁBULAS, MENTIRAS.

Deus nos ajude e guarde!

Prof. Dr. Jean Alves Cabral


Pesquise no Site

Meu Consultório de Naturologia

“Sob circunstâncias especiais atendemos consultas na área de Naturologia Clínica. Atualmente minha agenda tem sido dividida com as outras áreas que divulgo no Site. Mas clique na foto e veja se posso lhe ajudar.”

Curso de Formação de Terapeutas Naturistas

“Você gostaria de ser um Terapeuta Naturista? Ou tem interesse em cuidar melhor de sua saúde para ter maior qualidade de vida? Conheça nosso Curso de Naturologia Clínica 100% Online ou as Unidades Presenciais onde Atuamos ligados a uma Faculdade. CLIQUE NA FOTO.” CLIQUE NA FOTO

Inclusão Educacional Superior!

“Conheça nosso Site sobre Inclusão Educacional Superior. Uma iniciativa para a justa promoção da dignidade da educação superior.” CLIQUE NA FOTO

Minhas Percepções Espirituais!

“Em minha carreira pessoal (não profissional) a conexão com o mundo teológico cristão sempre foi muito forte. Meu relacionamento com Cristo é desde os 13 anos. Neste espaço, exponho entendimentos, crenças e compromissos espirituais.” CLIQUE NA FOTO

Minha Posição Política!

“Sou um Liberal-Democrata. Isto significa que entendo o Mundo objetivamente como um lugar onde quatro palavras devem ser prioridade: liberdade, igualdade, inovação (científica / tecnológica) e empreendedorismo. Não acredito em nada além disto para o cenário político construtivo. Clique na foto.”

Vídeos