A Mentira “Stephen Hawking” e a Disposição Para Servir ao Diabo!

Category : Artigos

Eu li agora um artigo sobre o tal físico que morreu estes dias. Está em: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/o-que-fez-de-stephen-hawking-um-dos-cientistas-mais-influentes-da-historia.ghtml

Entre outras coisas, a síntese parece-me bem clara, tomando o artigo como exemplo:

(1) ARGUMENTO DA FANTASIA QUE FAZ DO SUJEITO UM GÊNIO.

Diz o texto: “Suas teorias, como a de muitos físicos, desafiam a noção de espaço-tempo e nos levam a uma outra dimensão: não dá para começar a compreendê-las sem abandonar as concepções mais fundamentais sobre a realidade que conhecemos. Por exemplo, deve-se partir da premissa de que existem lugares no universo, os buracos negros, em que a gravidade é tão imensa que nada consegue sair de lá — nem mesmo a luz.”

  1. Por este primeiro parágrafo, temos uma fantasia, uma fábula, uma hipótese e uma ilusão. As pessoas precisam sair da realidade para acreditar na imaginação de um sujeito que, por puro marketing e manipulação do sistema, pretende nos impor que ele é um gênio porque fica o tempo todo pensando, escrevendo, falando e projetando suas miragens? É isto mesmo?
  2. Ora, os cientifistas, que debocham da Bíblia Sagrada, código moral superior e obra mais lida de todos os tempos em nosso Mundo acreditam em fundamentos que estes palhaços, travestidos de cientistas, dizem ser “fábulas, hipóteses, fantasias e ilusões” – mas, curiosamente, o apóstolo Pedro declarou há dois mil anos o seguinte:

Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade. Porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da magnífica glória lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido. (1ª Pedro 1:16-17).

O que este sujeito, e muitos outros de sua laia produziram, nada mais é que um monte de fábulas artificialmente compostas. Nada além disto!

Mas, os que pensam ser “alta ciência” este monte de besteiras – laureiam, gastam milhões, babam e ficam com o cérebro paralisado como se estivessem diante de uma divindade da sabedoria, quando não passa da mais rala e falido estelionato científico.

(2) ARGUMENTO DA MENTIRA DESCARADA QUE TORNA O SUJEITO UM GÊNIO.

Continua o artigo:

“Aliás, foi em seus estudos sobre os buracos negros que Stephen Hawking fez uma das suas principais contribuições. Ele descreveu que essas estruturas emitem uma radiação, que não à toa ficou conhecida como Radiação de Hawking. A teoria de Hawking de certa forma até negou a característica de “negro” atribuída aos buracos: a luz emitida por essa radiação demonstrava que eles não seriam tão escuros quanto se imaginava.”

“Essa teoria da radiação também mostrou que os buracos negros não eram imortais; em milhões de anos, eles poderiam desaparecer paulatinamente por processos que antecedem a emissão dessa radiação. Hawking também teorizou sobre o Big Bang, sobre a formação do universo e emitiu opiniões das mais diversas sobre o futuro da humanidade e sobre a vida em outros planetas.”

Há quem diga que ele é injustiçado por nunca ter ganho o Nobel; há quem diga que, apesar do seu carisma e fama, não é para tanto. O fato é que — seja pelas suas teorias, seja pela divulgação das teorias de outrem — Hawking ajudou a fomentar debates que foram muito além da academia ou de grupos circunscritos de especialistas.

“Buracos negros”? “Buracos de luz?” Ora, mas que pataquada é esta?

A ciência é, por definição absoluta: “corpo de conhecimentos sistematizados adquiridos via observação, identificação, pesquisa e explicação de determinadas categorias de fenômenos e fatos, e formulados metódica e racionalmente” – basta verificar pegando um dicionário. Sem “mimimi”, apenas “papo reto”!

Daí que este indivíduo estudou “buracos negros” que talvez sejam “buracos de luz” segundo o artigo e os textos dele mesmo, mas ele fez isto com base em que mesmo?

Foi até um deles e verificou como se faz num laboratório técnico, por amostragem material e concreta, acerca do que são?

Não, ele trabalhou a imaginação o tempo todo, atuou em cima de mil e um cálculos que, normalmente apenas a própria esquizofrenia percebe e a mídia se ajoelha e diz: “eis um deus da ciência!” – e temos que levar à sério isto?

O argumento é claro: “Ele descreveu que essas estruturas emitem uma radiação” – mas, falamos aqui de uma estrutura que, na hipótese, está a milhões de anos-luz de distância da Terra e todos sabemos, com absoluta segurança que o ser humano nunca passou de um bufão em termos de viagens espaciais (salvo no mundo de Hollywood, é claro!), porque há uma coisa chamada cinturão de Van Allen com calor superior a 5 mil graus acima de nossas cabeças, por volta de alguns tantos mil quilômetros e ainda há a realidade do Domo, da Abóboda Celeste que os nojentos cheios de empáfia ficam quais mulas empacadas negando a existência material que é plena e já comprovada.

O que o cara tinha de extraordinário? Nada além do fato de conseguir manter o pouco de dignidade humana que lhe restou diante de uma doença que não desejamos a ninguém – afora isto, as teorias dele só serve a um mercado fechado, que exalta uma linguagem interna própria, com fatores bem próximos da religião, compondo em si uma cultura e uma política que está fechada em torno de si mesma e que em nada difere dos alquimistas, dos feiticeiros, dos magos e dos ocultistas de sempre.

É só isto!

Querem ver a coisa como funcionam de verdade?

O artigo é claro e nossa análise também o é em sua clareza solar:

  • “Essa teoria da radiação também mostrou que os buracos negros não eram imortais” – É neste tipo de besteira que se fundamenta toda a teoria dos que pensam que existe “um planeta Terra”, “um globo terra”, “flutuante no espaço”, “ao redor do sol” – TEORIA, mas, neste caso, baseada em argumentos que são IMPOSTOS como verdade, mas que qualquer idiota que se digne pensar como uma pessoa normal sabe que é simplesmente IMPOSSÍVEL que alguém possa demonstrar “imortalidade” de modo “material”, portanto, em si, o argumento é válido apenas para imbecilizados e idiotas úteis. A “imortalidade” é tema da esfera “metafísica” e “metapsíquica”, ou seja, está na esfera da filosofia, logo a sua demonstração não pode ser material, mas apenas no campo das hipóteses, porém, estes pseudo cientistas esculacham geral quando um teólogo argui a existência de Deus por este setor do entendimento humano; aliás, existem até alguns imbecis que atribuem ao estudo da teologia um demérito, como se a sua falsa ciência fosse alguma coisa superior. Mas, fica aí a pergunta: com base em que demonstrações práticas este sujeito provou alguma coisa sobre “imortalidade”, “buracos negros”? Nenhuma. Todos sabemos disto. Então, o que ele tinha? Uma teoria. E daí? Bem daí nada além desta porcaria que rivaliza pau-a-pau com Stars Wars e Jornada nas Estrelas no cinema, mas, neste caso, levou um Oscar de melhor ator.
  • “Em milhões de anos, eles poderiam desaparecer paulatinamente por processos que antecedem a emissão dessa radiação” – outra porcaria! Quem pode afirmar uma coisa destas com segurança e certeza? Ninguém. Os seres humanos não sabem cuidar nem da própria saúde particular e querem definir o que há de ser daqui a milhões de anos em buracos negros? É para acreditar nisto mesmo? Não é alguma pegadinha?
  • “Hawking também teorizou sobre o Big Bang” – Talvez a única coisa verdadeira neste artigo sobre este sujeito seja esta “ELE TEORIZOU” e, tudo que fez foi somente isto teorias sob teorias.
  • “Sobre a formação do universo” – mas ele pode né? Tem grana pesada envolvida nesta tal ciência! Porém, se um crente “TEORIZAR” e disser que é Deus, se torna motivo de riso? Isto é para ser levado à sério? É isto que ensinam na Faculdade de Física?
  • “Emitiu opiniões das mais diversas sobre o futuro da humanidade” – então, está explicado, ele era um filósofo e nada além disto. Pode ser contestado facilmente em todas as suas TEORIAS, HIPÓTESES, SUPOSIÇÕES, INTUIÇÕES, SUGESTÕES, FANTASIAS, FÁBULAS, MENTIRAS.
  • “E sobre a vida em outros planetas” – ora, não sabemos explicar a vida na Terra e estamos quais sujeitos estupidificados, babando tristeza por um sujeito que passou a vida neste mundo de ilusões pessoais e vendo as pessoas ao seu redor laureando-o como se fosse UM GÊNIO?

Então, antes de nos premiar com a citação mais apurada de algumas de suas teorias consagradas, o artigo nos aponta esta conclusão que, apenas bobalhões que não sabem como a coisa funciona se iludem e ficam arrepiados:

“Hawking ajudou a fomentar debates que foram muito além da academia ou de grupos circunscritos de especialistas” – sim, a indústria de livros faturou bem com mais de 10 milhões de livros vendidos de um único título dele. O trabalho de um sujeito que estava numa cadeira de rodas, com uma doença rara, mas que produzia ideias incríveis sobre “o universo”, “buracos negros”, “big bang”, “a inexistência de Deus” e, a Bíblia que tenho aqui em casa diz claramente: “diz o louco e seu coração: não há Deus!” (Salmo 14:1) – e é para eu e milhões de cristãos acharmos que ele foi grande coisa?

Notem bem, não é da vida pessoal, das limitações físicas, da pessoalidade que vai ao banheiro, dorme, defeca, come, faz sexo, tem mulher, filhos – não me interessa isto. Tenho minhas próprias lutas. Não me interessa a doença que ele teve neste artigo. É o conjunto da obra do sujeito; que dizem ser coisa de um baita gênio e quando nos aproximamos temos o que mesmo?

(3) MALUQUICES QUE TORNARAM O SUJEITO UM GÊNIO.

  • Teoremas da Singularidade – diz o artigo que ele se uniu a um outro físico e juntos produziram a ideia de que “existem lugares no universo em que as variáveis da física se tornam infinitas e concentradas em um único ponto”. Ora, Paulo de Tarso disse isto em Atos 17 quando afirmou que em Deus “nos movemos, respiramos, existimos” e estes dois bobalhões descobriram isto e virou teorema é? O artigo diz que é um conceito complicado, como se fosse um entendimento de seres superiores, de mentes altamente elevadas que nós, os mortais abaixo dos magos de Faraó, nem de longe pudéssemos saber, mas a elite pensante do mundo sabe e este sujeito era um dos príncipes. Mas que besteira! O tempo todo, todas as obras desta gente usam palavras como “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que”, – e temos que chamar esta coisa de ciência? O próprio convidado a opinar nesta besteira enorme diz no artigo: “Se você parte da premissa deque o universo está em constante expansão, isso significa que, se voltar para trás, vai chegar à ideia de que o universo inteiro estava concentrado em único ponto. É mais ou menos essa a noção de singularidade.”
  • A Radiação de Hawking – Novamente estamos navegando no “plano da fantasia, da ilusão, da suposição, da hipótese, do achismo” e não há absolutamente nada de científico. Ele pretendeu descrever “um mecanismo que ocorre dentro de um buraco negro, que envolve uma reação entre matéria e antimatéria”. Isto é tão idiota que chega a ser uma piada que alguém dedique anos da vida a estudar esta coisa. Quem sabe que tipo de substância existe num buraco negro baseando-se na reles sabedoria finita da humanidade? Ninguém? Aquilo que vemos pode ser apenas uma sombra, uma névoa, uma ilusão de ótica da realidade que está lá. Mas, é claro: os defensores destes teoremas dirão que sou sem domínio da profundidade investigativa e elevada que está em jogo aqui. Porém, meu argumento é indefensável: ninguém sabe com certeza nenhuma que é que tem num buraco negro – apenas uma teoria hipotética e nada além disto. Por que tenho esta segurança? Ora, porque ninguém foi lá e voltou para dar-nos a prova material. O fato de se perceber qualquer tipo de reação observável em algum equipamento, sempre contará com variáveis desconhecidas existentes no Domo que está sob a nossa cabeça. Vou viajar numa hipótese: e se o buraco negro é uma enorme esfera que se move no espaço sideral e o que pensamos ser redução de energia nela é, na verdade o reflexo de seu movimento ao redor de si e há uma parte com luz e outra sem? Bem, eu posso dizer que vi isto em sonhos sagrados que tive há alguns dias – por que valem os dele e os meus não?

A explicação está no próprio artigo: “Antes dessa teoria de Hawking, acreditava-se que os buracos negros eram totalmente escuros e imortais. Com a radiação, Hawking mostrou que há luz e que, com o tempo, os buracos negros poderiam desaparecer, já que aniquilam a matéria.”

É risível!

E se – por hipótese –  há uma Civilização com bilhões de anos de existência que produz o que imaginamos ser o que está aparecendo? E se entre o aqui e o lá existem mistérios que sazonam no meio do caminho e alteram o que pensamos estar vendo?

Como ninguém pode provar coisa nenhuma, ficam com as palavras mágicas que passam para os destituídos de domínio do vernáculo como verdade superior, porque foi dita pelo “professor X” e ele não é do X-Man, hein?

Repito: o tempo todo, todas as obras desta gente usam palavras como “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que”, – e temos que chamar esta coisa de ciência?

  • Outras Maluquices – Então, entra em cena as imensas perdas de tempo, tais como o Paradoxo da Informação, a Inflação cósmica, se já não bastasse a que Lula e Dilma criaram por aqui pelo Brasil nos últimos 15 anos de desgoverno. Enfim, os caras que vivem destas coisas são “deuses”, mas os “que ensinam a Palavra de Deus” são embusteiros para esta gente?

Mas, a maior de todas as suas obras foi a complexa teoria cosmológica em linguagem fácil para leigos, denominado: “Uma Breve História do Tempo”, escrito entre 1982 e 1984, que vendeu mais de 10 milhões de cópias.

Bem, é claro que escritos como o meu não são nem considerados por qualquer ambiente dito científico.

Mas, tenho como seguro (para mim, é claro!) que:

Os Céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das Suas mãos. (Salmo 19:1).

Uma pessoa passa a vida inteira dizendo que estudou o Universo e não entendeu isto?

Com todo respeito ao direito que eu tenho de acreditar no que eu quiser tanto quanto os outros tem de acreditarem no que quiserem; para mim o sujeito não foi gênio coisa nenhuma, foi muito burro!

Não ter percebido que “as coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem e claramente se veem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis” (Romanos 1:20).

Outro artigo que propõe uma sabedoria “genial” é o que está em https://gauchazh.clicrbs.com.br/tecnologia/noticia/2018/03/afinal-por-que-stephen-hawking-e-um-genio-cjer8wbqj02ym01r46oiud8n6.html

Trata-se de outro atestado de estupidificação generalizada!

Na grande mídia se diz que ele foi um gênio; portanto, é politicamente correto dizer que foi. Mas, ele produziu o que mesmo?

“É mais fácil aceitar a genialidade dele do que entender suas ideias e explicá-las. O próprio livro que Hawking escreveu para tornar acessíveis a um público amplo as suas ideias sobre o universo – o best-seller Uma Breve História do Tempo – é uma leitura espinhosa. Mesmo assim, vale a pena tentar entender por que, afinal, ele é um gênio. “

Em outras palavras, ele escreveu sobre coisas que ninguém entendia, só ele mesmo e que, na sua base, se fundamentam em: “é como se”, “por hipótese”, “e se”, “provavelmente”, “supondo”, “se você parte da premissa de que”, “isso significa que” – calçadas em TEORIAS, HIPÓTESES, SUPOSIÇÕES, INTUIÇÕES, SUGESTÕES, FANTASIAS, FÁBULAS, MENTIRAS.

Deus nos ajude e guarde!

Prof. Dr. Jean Alves Cabral


Leave a Reply

Pesquise no Site

Meu Consultório de Naturologia

“Sob circunstâncias especiais atendemos consultas na área de Naturologia Clínica. Atualmente minha agenda tem sido dividida com as outras áreas que divulgo no Site. Mas clique na foto e veja se posso lhe ajudar.”

Curso de Formação de Terapeutas Naturistas

“Você gostaria de ser um Terapeuta Naturista? Ou tem interesse em cuidar melhor de sua saúde para ter maior qualidade de vida? Conheça nosso Curso de Naturologia Clínica 100% Online ou as Unidades Presenciais onde Atuamos ligados a uma Faculdade. CLIQUE NA FOTO.” CLIQUE NA FOTO

Inclusão Educacional Superior!

“Conheça nosso Site sobre Inclusão Educacional Superior. Uma iniciativa para a justa promoção da dignidade da educação superior.” CLIQUE NA FOTO

Minhas Percepções Espirituais!

“Em minha carreira pessoal (não profissional) a conexão com o mundo teológico cristão sempre foi muito forte. Meu relacionamento com Cristo é desde os 13 anos. Neste espaço, exponho entendimentos, crenças e compromissos espirituais.” CLIQUE NA FOTO

Minha Posição Política!

“Sou um Liberal-Democrata. Isto significa que entendo o Mundo objetivamente como um lugar onde quatro palavras devem ser prioridade: liberdade, igualdade, inovação (científica / tecnológica) e empreendedorismo. Não acredito em nada além disto para o cenário político construtivo. Clique na foto.”

Vídeos